Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-06T18:38:51-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
pandemia implacável

Gol mantém recuperação em dezembro, mas fecha 2020 com números negativos

Demanda fecha ano com queda de 52%, enquanto oferta de voos recua 51%, apesar de retomada vista a partir do segundo semestre

6 de janeiro de 2021
9:20 - atualizado às 18:38
gol
Gol Linhas Aéreas - Imagem: Shutterstock

A Gol (GOLL4), junto com outras companhias aéreas no Brasil e no mundo, enfrentou uma situação muito difícil em 2020. A pandemia de covid-19 paralisou suas atividades no começo do ano, tendo um impacto significativo em suas finanças.

A partir do segundo semestre, ela começou a apresentar retomada das atividades, a ponto de se sentir confiante para reabrir bases e voltar a voar em algumas rotas. Ainda assim, as operações permaneceram muito aquém do histórico, fazendo com que a empresa fechasse o ano com saldo negativo.

Dados divulgados nesta quarta-feira (6) mostram que a Gol encerrou 2020 com queda de 52% na demanda total por voos e recuo de 51% na oferta, o que resultou em uma contração de 1,9 ponto percentual (p.p.) da taxa de ocupação das aeronaves, que alcançou 80%.

Em dezembro, quando novamente só operou voos domésticos, a demanda cresceu 33% sobre novembro e a oferta aumentou 38%. A taxa de ocupação foi de 81%, abaixo dos 84,5% apurados no mês anterior.

No mês passado, a Gol operou uma média de 476 voos por dia, acima dos 369 voos registrados em novembro. Ela também reabriu três bases (Jericoacoara, Caldas Novas e Cabo Frio) e adicionou 2.052 operações nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas (São Paulo), Santos Dumont e Galeão (Rio de Janeiro), Brasília, Fortaleza e Salvador.

Situação financeira

No começo de dezembro, a Gol divulgou que a retomada da demanda permitiu que ela apresentasse um fluxo de caixa positivo antes do planejado, a primeira vez desde o início da pandemia de covid-19.

Ela registrou uma geração líquida de R$ 3 milhões ao dia em novembro, valor que considera o pagamento integral de suas obrigações com dívidas e despesas financeiras. Anteriormente, ela projetava um consumo de caixa do mesmo montante.

Para dezembro, levando em conta as receitas estimadas e uma certa manutenção das condições, a expectativa da Gol era de uma geração líquida de caixa da ordem de R$ 3 milhões ao dia. A nota divulgada hoje não traz informações sobre o tema.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Casamento legal

Cade mantém aprovação de compra de fatia da BRF (BRFS3) pela Marfrig (MRFG3)

A conselheira que havia pedido a reabertura da análise da operação mudou de posição e desistiu da reavaliação

SEGURADORA EM APUROS

Vítima de ataque cibernético, Porto Seguro (PSSA3) diz ter restabelecido canais após quase uma semana de instabilidade

Corretores ouvidos pela reportagem disseram que, nos últimos dias, os sistemas da seguradora apresentaram problemas

CRYPTO NEWS

Cotação do bitcoin (BTC) bate recorde histórico — o que fazer com a criptomoeda a partir de agora?

Depois de alguns meses sendo um investimento “ruim”, porque teve 50% de queda, o bitcoin volta a ganhar os holofotes do mercado e as manchetes da mídia especializada

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Auxílio Brasil, recorde do bitcoin, balanço da Tesla e produção da Vale: confira as principais notícias do dia

Com a temporada de balanços americana trazendo resultados animadores, o empurrãozinho em direção a um dia de ganhos poderia ter sido maior, mas não tem como negar que a grande pedra no sapato do investidor brasileiro é o novo programa social pretendido pelo governo federal. O saldo final do pregão de hoje foi positivo, mas […]

Problemas nas refinarias?

Com ameaça de desabastecimento no radar, produção da Petrobras (PETR4) recua 4,1% no 3º trimestre

Antes da divulgação do relatório, a petroleira já havia informado que não teria capacidade para atender, em sua totalidade, os pedidos por fornecimento de combustível em novembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies