Menu
2021-01-27T17:33:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
nova fase

Descredenciada pela XP, EWZ Capital estreia parceria com o BTG Pactual

Empresa, que tem foco educacional e no segmento de renda variável, quer avançar dos atuais R$ 630 milhões em patrimônio investido para R$ 1 bilhão

27 de janeiro de 2021
17:33
EWZ-1200×565
Csa de investimentos em SP da EWZ Capital - Imagem: Divulgação

A assessoria de investimentos EWZ Capital está dando início a uma parceria com o BTG Pactual, depois de ter sido descredenciada pela XP Investimentos no final do ano passado — de maneira unilateral, por "desalinhamento estratégico".

Com o BTG, a EWZ quer avançar dos atuais R$ 630 milhões em patrimônio investido para R$ 1 bilhão — a empresa surgiu em 2018, com R$ 7 milhões — e chegar a 10 novas cidades ainda neste ano.

A companhia, que tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro e Teresópolis, está abrindo filiais em Tatuí, São José dos Campos e Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, para as quais diz já ter feito 40 contratações

A EWX está com 70 assessores de investimento e fala em captar e fidelizar mais clientes como frentes de atuação. A ideia, segundo a própria empresa, é atender às mais diferentes necessidades.

O sócio e diretor comercial da EWZ, Henrique Castiglione, cita os serviços de câmbio para viagem e de seguro. O executivo chegou na companhia em 2019 justamente para remodelar o modelo de negócios.

A empresa tem hoje foco educacional e principalmente no segmento de renda variável. Essa seria justamente uma possibilidade para a empresa ter sido desligada da XP, que busca atrair profissionais de bancos e com carteiras nos segmentos de alta renda e private banking.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

o melhor do seu dinheiro

Brandão balança mais não cai?

Chegamos ao fim de mais uma semana tensa nos mercados, que começou com a derrocada das ações da Petrobras, em razão da interferência do governo na presidência da estatal, e termina com pressões na bolsa e no dólar motivadas pelas preocupações dos investidores com a inflação nos Estados Unidos e alta nas taxas dos títulos […]

URGENTE

Hapvida e NotreDame chegam a um acordo sobre fusão, afirma site

A maior combinação entre duas empresas brasileiras criará uma gigante do setor de saúde, com um valor de R$ 110 bilhões.

fechamento da semana

Tensão em Brasília leva Ibovespa de volta aos 110 mil pontos e afunda estatais; dólar vai a R$ 5,60

Em semana marcada pela tensão entre governo e mercado, o Ibovespa recuou 7,09%, de volta aos 110 mil pontos. O dólar disparou acima dos R$ 5,60

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam quase 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal; BB nega que presidente tenha renunciado

Rumo aos R$ 6?

Dólar sobe e toca os R$ 5,60; Banco Central faz dupla atuação para tentar segurar o câmbio

Disparada da moeda americana ocorre em meio à fuga de recursos que migram para os títulos públicos americanos, cujos retornos dispararam recentemente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies