Menu
2021-05-25T15:05:28-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Ganha-ganha

“Casamento de titãs”: veja a reação dos analistas à parceria entre Banco Inter e Stone

Bancos e casas de análise reagiram com otimismo ao acordo firmado entre Banco Inter e Stone, destacando os potenciais ganhos nas operações

25 de maio de 2021
15:05
Sede do Banco Inter stone
Sede do Inter - Imagem: Divulgação

Já faz algum tempo que o Banco Inter é destaque na bolsa: as ações sobem sem parar, os resultados trimestrais superam as expectativas do mercado, a variedade de serviços oferecidos no app só aumenta — e a parceria recém firmada com a Stone trouxe ainda mais otimismo aos investidores.

  • VÍDEO: Fernando Ferrer, da Empiricus, analisa a operação anunciada pelo Banco Inter e a entrada da Stone como investidor-âncora do follow-on:

Entre outros pontos, o Banco Inter planeja uma reestruturação profunda em sua estrutura, passando a ser listada na Nasdaq — a ideia é manter apenas os recibos desses papéis (BDRs) na B3. Em paralelo, será feita uma nova oferta de ações, com a Stone se comprometendo a investir até R$ 2,5 bilhões na operação.

Mas essa união vai além de uma simples compra de participação acionária. Banco Inter e Stone também pretendem aumentar a conexão entre suas bases, explorando as intersecções entre os clientes do Banco Inter e os varejistas adeptos à Stone.

Na bolsa, o clima foi de euforia após o anúncio, com as units do Banco Inter (BIDI11) disparando 25,79% ontem, a R$ 223,29; entre os analistas, a opinião foi praticamente unânime: a parceria é um típico caso de "ganha-ganha".

Veja abaixo algumas das reações das principais casas de análise:

Bradesco BBI: Alavancando ambos os canais de distribuição

  • Analistas: Otavio Tanganelli e Gustavo Schroden
  • Recomendação: neutro para Stone
  • Preço-alvo: US$ 57,00 para STNE

"A parceria estratégica faz bastante sentido"

"A Stone poderá conectar sua rede a um canal de distribuição online, o que é especialmente importante para pequenos negócios que não tinham acesso a esse tipo de ferramenta"

"Apesar de ainda não haver detalhes para quantificar o potencial de criação de valor, acreditamos que a parceria deverá beneficiar os dois lados"

Santander: Casamento de titãs?

  • Analista: Henrique Navarro
  • Recomendações: compra para Banco Inter, neutro para Stone

"O céu é o limite"

"Em nossa visão, essa parceria é muito positiva, já que permite a ambas as empresas alavancarem seus pontos fortes e oferecer um conjunto de serviços mais amplo"

Goldman Sachs: Estrategicamente positivo

  • Analistas: Tito Labarta e Nicholas Walker
  • Recomendações: venda para Banco Inter, compra para Stone
  • Preços-alvo: R$ 9,60 para Banco Inter PN (BIDI4) e US$ 92 para Stone

"O principal atrativo para a Stone é a habilidade de conectar seus clientes ao InterShop, providenciando uma experiência omnicanal e potencial financiamento para o seu portfólio de crédito"

"O Banco Inter pode se beneficiar com os usuários adicionais no InterShop, que já tem crescido num ritmo elevado"

BTG Pactual: Ganha-ganha para Banco Inter e Stone

  • Analista: Eduardo Rosman
  • Recomendação: compra para Banco Inter
  • Preço-alvo: R$ 200 para Banco Inter units (BIDI11)

"Ainda temos que digerir os anúncios, mas nossa primeira leitura é positiva"

"Para o Banco Inter, a operação traz um parceiro muito forte e reduz os riscos do follow-on"

"Quanto à Stone, argumentamos recentemente que ela precisava acelerar a digitalização de seus clientes e procurar outras fontes de financiamento"

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Insights Assimétricos

Preparado para a Super Quarta? O que você precisa saber antes das decisões do Fed e do Copom sobre juros

Um ajuste dos juros, mantendo-os ainda abaixo do neutro (entre 5,5% e 6,5%), seria salutar. Uma alta para além disso, contudo, poderá comprometer a retomada brasileira

Caçadores de tendências

Itaú Asset lança mais 3 ETFs com foco em inovação nas áreas de saúde, tecnologia e consumo dos millennials

Gestora do Itaú agora aposta em índices de empresas globais ligadas a tendências de consumo que estão mudando a sociedade

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies