Menu
2021-05-26T18:04:54-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
de malas prontas

Listagem de ações do Inter nos EUA mira ‘modelo Uber’ e cliente estrangeiro

Operação consolida ambição da empresa de oferecer serviços além da frente bancária; CEO fala na possibilidade de buscar cliente estrangeiro

26 de maio de 2021
17:59 - atualizado às 18:04
Retrato do presidente do Banco Inter, João Vitor Menin
João Vitor Menin, presidente do Banco Inter - Imagem: Bruno Figueiredo/Seu Dinheiro

A reorganização societária do Inter que culminará na migração das ações da companhia para a Nasdaq, nos Estados Unidos, é parte de um plano da instituição de se consolidar como uma empresa para além de banco.

Segundo o CEO do Inter, João Vitor Menin, em um passado recente fazia sentido trabalhar com base no conceito de ampliar o número de correntistas, mas que, com os aplicativos oferecendo diversos serviços, "não tem problema" o usuário ser apenas um cliente.

"Depois que você faz o serviço para o não correntista, oferecer algo para o não brasileiro é um passo", disse o executivo nesta quarta-feira (26), em evento promovido pelo BTG Pactual.

O Inter diz que transformou seu modelo de um banco digital para um ecossistema com cinco "avenidas" de negócios: banco transacional, investimentos, seguros, shopping e crédito.

Menin falou em uma "uberização" do Inter, lembrando que o aplicativo norte-americano começou apenas como um serviço de carona - hoje oferece diversas categorias de viagens em parte do mundo, além de entrega de comida. "A gente acha que isso aumenta bastante o nosso mercado endereçável", disse.

A empresa tem cerca de 11 milhões de clientes, carteira de crédito ampliada de R$ 11 bilhões, patrimônio líquido de R$ 3,3 bilhões e R$ 21,2 bilhões de ativos totais. Com o anúncio da migração para a Nasdaq, as Units do Inter subiram 24% em um dia.

Para Menin, quando uma companhia entrega muito, em resultado, o mercado de capitais impulsiona um crescimento "rápido e com consistência". "A gente tem que aproveitar essa ferramenta que são nossas ações", disse.

O Inter fará uma nova oferta de ações na B3 para reforçar o balanço, com a empresa de maquininhas de cartão e meios de pagamento Stone investindo R$ 2,5 bilhões na operação.

Inter e Stone também planejam aumentar a conexão entre suas bases, explorando as intersecções entre os clientes do banco e os varejistas adeptos à plataforma da empresa de maquininhas. "A gente tem um fit cultural [alinhamento entre valores] muito legal", disse Menin.

Nos EUA, o banco passará a se chamar Inter Platform, com a família Menin mantendo o controle da empresa. A companhia terá duas classes de ações: a primeira, que será negociada na Nasdaq, dará direito a um voto cada.

A segunda, com o chamado "voto plural", ficará nas mãos do acionista controlador do Inter e seus filhos.

O Inter prevê a incorporação e o resgate das ações negociadas hoje na B3 e a listagem na Nasdaq. Em troca, os atuais acionistas na bolsa brasileira poderão receber as novas ações da Inter Platform ou recibos de ações (BDRs) lastreados nesses papéis.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Maquininhas internacionais

De malas prontas: presidente da Getnet revela planos para o início das operações na Europa em 2022

A empresa se tornou peça-chave nos planos do espanhol Santander de criar uma plataforma global de pagamentos

Renda variável

Na batalha das corretoras, Rico vai zerar taxa em operações com opções

A medida busca tornar a corretora mais competitiva e reforçar a atuação do grupo no ramo da renda variável

Concursos públicos

De olho nos concurseiros, Yduqs anuncia aquisição da plataforma de EaD Qconcursos

Plataforma de cursos preparatórios para concursos públicos tem 412 mil alunos pagantes e mira mercado potencial de 17 milhões de pessoas; valor da operação não foi divulgado

Mostrando as garras

Dirigente do Fed fala em alta de juros em 2022 e admite postura mais agressiva contra inflação

Em entrevista à CNBC, Bullard disse que o Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) adotou uma posição mais dura no encontro deste mês

Entrando no pet shop

O plano da BRF: colocar comida na sua mesa e ração no potinho do seu pet

A BRF comprou o grupo Hercosul, produtor e distribuidor de ração para cães e gatos, entrando no mercado pet. Entenda o racional da operação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies