2021-06-01T18:45:32-03:00
Renato Carvalho
No caminho da recuperação

PIB cresce 1,2% no primeiro trimestre ante o fim de 2020, impulsionado pelo agronegócio

Variação ficou acima da média das projeções. Em relação ao mesmo período do ano passado, a economia brasileira avançou 1%, também melhor que o esperado

1 de junho de 2021
9:38 - atualizado às 18:45
Post,Covid-19,Era,Helping,Hand,For,Business,And,Economy,Concept.
Imagem: Shuttertstock

Mesmo com os efeitos da segunda onda da pandemia de covid-19, a economia brasileira conseguiu crescer 1,2% no primeiro trimestre de 2021, na comparação com os últimos três meses de 2020, com ajustes sazonais.

Os dados do Produto Interno Bruto (PIB), divulgados há pouco pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que, na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, antes dos efeitos mais negativos da pandemia, a atividade econômica avançou 1%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Tanto na comparação trimestral quanto na anual, o PIB teve desempenho melhor que a média das projeções dos economistas ouvidos pelo Projeções Broadcast. A expectativa era de crescimento de 0,70% em relação ao quarto trimestre de 2020, e de 0,60% sobre o início do ano passado.

No acumulado em 12 meses, a economia brasileira acumula retração de 3,8% em comparação ao período anterior.

O setor que continua impulsionando o PIB é o agronegócio, que teve crescimento de 5,7% em três meses e de 5,2% em um ano.

Já a indústria teve avanço de 0,7% em relação ao quarto trimestre de 2020, e de 3% na comparação anual. Os serviços cresceram 0,4% em três meses, e tiveram queda de 0,8% em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

O consumo das famílias registrou queda de 0,1% na comparação com o último trimestre do ano passado, e de 1,7% em relação ao início de 2020. Esse resultado, de acordo com o IBGE, se deve à alta da inflação e piora nos níveis de emprego e renda.

Segundo o instituto, o crescimento anual da indústria se deve principalmente à produção de máquinas e equipamentos, com avanço de 5,6% em um ano. Os serviços básicos, de eletricidade e saneamento, avançaram 2,1% no mesmo período.

Em serviços, o recuo de 7,1% na categoria Outras Atividades se deve principalmente ao menor número de atividades presenciais, segundo o IBGE. Já o melhor desempenho ficou com o segmento Informação e comunicação, com crescimento de 5,5% em um ano.

O nível de investimentos na economia brasileira, medido pela Formação Bruta de Capital Fixo, cresceu 4,6% em três meses e 17% em um ano, chegando ao nível de 19,4% do PIB, ante 15,9% de um ano antes.

Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, classificou a variação do PIB no primeiro trimestre como "surpreendente", já que esperava uma alta de 0,5% em relação ao fim de 2020.

"Naturalmente essa surpresa já encomenda um viés altista para recém alterada projeção de 3,5% do PIB para esse ano", afirma Sanchez. Ele acredita que as previsões serão revistas para a casa dos 4%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

RAIO-X DO ORÇAMENTO

Fundo eleitoral, emendas do relator e reajuste dos servidores: 3 pontos do Orçamento para 2022 que mexem com a bolsa esta semana

Entre emendas parlamentares superavitárias e reajuste dos policiais federais, o Orçamento deve ser publicado no Diário Oficial na segunda-feira (24)

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir