Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-04T18:26:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
relatório focus

Mercado espera inflação de 4,38% em 2020, com queda de 4,36% do PIB

Expectativas para 2021 apontam para alta de 3,40% da economia e inflação de 3,32%, segundo Relatório Focus

4 de janeiro de 2021
9:08 - atualizado às 18:26
inflação carrinho mercado alimentos
Imagem: Shutterstock

Na última edição do Relatório Focus de 2020, os economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) revisaram levemente para baixo as estimativas para a inflação no ano passado e voltaram a melhorar as perspectivas para a atividade econômica.

A mediana das projeções para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2020 passou de um avanço de 4,39% para 4,38%. Ainda assim, ele permanece acima dos 4,21% estimados há quatro semanas e do centro da meta de inflação para o ano, de 4,0%.

O IPCA está em movimento de alta nos últimos meses, puxado principalmente pelos preços dos alimentos. O IPCA-15, considerado uma prévia do índice, apresentou alta de 1,06% em dezembro e fechou 2020 com aumento de 4,23%.

As projeções para a inflação em 2021 também foram revisadas para baixo, de uma expansão de 3,34% para um crescimento de 3,32%.

Em relação ao PIB, a mediana das projeções dos economistas de mercado ouvidos pelo BC indica uma contração de 4,36% em 2020. Trata-se de uma melhora ante o que era esperado anteriormente, uma queda de 4,40%.

Para 2021, a expectativa é de um crescimento de 3,40% da economia brasileira, abaixo dos 3,49% da semana passada e inferior à expansão de 3,50% projetada há um mês.

Dívida líquida

O Relatório Focus traz ainda que os economistas melhoraram pela sexta edição seguida a projeção para a dívida líquida do País, tanto em 2020 como em 2021.

A expectativa agora é de que ela alcance 64,6% do PIB em 2020, abaixo dos 65% estimados na semana passada. Para 2021, a perspectiva é de que ela alcance 66,3% do PIB, menos que os 66,6% divulgados no boletim passado.

A expectativa para o déficit primário permanece sendo de 10,6% do PIB em 2020 e 3% em 2021, enquanto a projeção para o resultado nominal nos dois anos continuou negativa, em 15% e 7% do PIB, respectivamente.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

Balança comercial

Os economistas reduziram a projeção para a balança comercial em 2020 pela quarta semana seguida, de superávit comercial de US$ 55,5 bilhões para US$ 55 bilhões. Um mês atrás, a previsão era de US$ 58 bilhões.

Para 2021, a estimativa de superávit foi mantida em US$ 55,1 bilhões. Há um mês, ela estava em US$ 56,5 bilhões.

A Secretaria de Comercio Exterior (Secex) do Ministério da Economia divulga a balança comercial de dezembro e do acumulado de 2020 nesta segunda-feira (4), às 15h.

Segundo a mediana da pesquisa do Projeções Broadcast, o mercado espera que a balança comercial brasileira tenha o 11º superávit seguido em dezembro, de US$ 117 milhões.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

de olho na inovação

Amazon sinaliza interesse por criptomoedas em anúncio de emprego

Empresa procura “um líder de produto experiente para desenvolver a estratégia e o roadmap de produtos e moedas digitais

balanço em foco

Lucro da Hypera Pharma aumenta 18% no segundo trimestre

Cifra chegou a R$ 470,6 milhões no período; companhia obteve alta de 43,5% na receita líquida, a R$ 1,5 bilhão

seu dinheiro na sua noite

Quebrando recordes na corrida dos ETFs

A pira foi acesa em Tóquio: os Jogos Olímpicos estão oficialmente abertos — e eu estou empolgadíssimo. Não sei vocês, mas eu adoro as Olimpíadas, principalmente os esportes não muito convencionais. Claro, é legal assistir futebol, vôlei e basquete, mas eu gosto mesmo é de ver as modalidades que nunca passam na TV. Duelo de […]

FECHAMENTO DA SEMANA

Inflação salgada pressiona juros, mas dados americanos amenizam alta do dólar — já a bolsa não escapou da queda

Em semana recheada de ruídos políticos e incertezas, o Ibovespa acumulou uma queda de 0,72%. Já o dólar à vista subiu 1,86%, a R$ 5,2105

de olho no ir

Alta da arrecadação não dá ‘total liberdade’ para reduzir impostos, diz secretário do Tesouro

Jeferson Bittencourt considerou também que a reforma do IR ainda está em aberto, com muito para se discutir

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies