Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-12T14:15:00-03:00
Estadão Conteúdo
Recuperação econômica

Maiores bancos dos EUA sofreram com a pandemia em 2020, mas expectativa é de alta nos lucros

Grandes conglomerados bancários, incluindo JPMorgan Chase e Citigroup, deverão anunciar ganhos maiores no segundo trimestre de 2021

12 de julho de 2021
14:14 - atualizado às 14:15
Economia EUA
Imagem: Shutterstock

A recuperação econômica é promissora para os maiores bancos dos EUA. Grandes conglomerados bancários, incluindo JPMorgan Chase e Citigroup, deverão anunciar alta nos lucros do segundo trimestre de 2021, numa reviravolta em relação a um ano antes, quando tiveram de se proteger contra um salto no calote de empréstimos em meio à pandemia de covid-19.

Por outro lado, há obstáculos. Os negócios de transações com ativos, que prosperaram durante o caos da pandemia, estão desacelerando agora.

JPMorgan e Goldman Sachs vão publicar resultados trimestrais nesta terça-feira (13), e Citigroup, Bank of America (BofA) e Wells Fargo, no dia seguinte. Já os números do Morgan Stanley saem na quinta-feira (15).

Mudança de cenário

Há um ano, os bancos americanos impulsionaram suas provisões em bilhões de dólares para cobrir empréstimos não pagos.

No entanto, à medida que a perspectiva econômica melhorou, o setor bancário começou a liberar reservas, ampliando seus ganhos. Os lucros por ação do segundo trimestre deverão ser 40% maiores do que os do mesmo período de 2020, segundo analistas da Keefe, Bruyette & Woods.

Já o "boom" de transações com ativos que sustentou os bancos durante a pandemia não se repetiu no segundo trimestre.

Executivos do Citigroup e do JPMorgan disseram que as receitas advindas de operações com ativos serão 30% menores do que as de um ano antes. Isso significa que a receita total de cada banco pode ter diminuído cerca de 10%.

A demanda por empréstimos tem sido morna e as taxas de juros baixas prejudicam os lucros que os bancos poderiam ter na concessão de crédito. A margem de juros líquida do setor, uma importante medida da rentabilidade de empréstimos, atingiu mínima histórica no primeiro trimestre e analistas esperam desempenho semelhante no trimestre seguinte. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

COMPRA PROGRAMADA

‘Vale Gás’: Ultragaz cria cartão que permite ‘congelar’ o preço e parcelar a compra do gás de cozinha

O GLP é um dos derivados de petróleo afetado pela alta do dólar frente ao real e pela valorização da commodity no mercado internacional

SALTO COM FINANÇAS

Itaú (ITUB4) escala 53 posições em ranking e se torna único brasileiro entre 500 marcas globais mais valiosas; veja lista completa

Além de figurar entre as marcas mais valiosas, o Itaú conquistou uma posição na lista dos 250 principais CEOs ou “guardiões de marca”

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Volatilidade a mil com decisão de juros do Fed, reabertura do fundo da Dynamo e nova aquisição da Petz: veja o que mexeu com o mercado hoje

O bom humor nos mercados era tanto nesta quarta-feira (26) que nem parecia dia de decisão de juros pelo Federal Reserve, o banco central americano. As bolsas americanas e europeias operavam em alta, ainda em clima de recuperação das perdas do início da semana, e o Ibovespa subia mais de 1,5%, ainda puxado pela entrada […]

Por que choras, Elon Musk?

Tesla (TSLA34) entrega balanço de gala, mas escassez de insumos produtivos azeda noite da montadora de Elon Musk e ações despencam em NY

O resultado da montadora veio recheado de recordes no quarto trimestre, mas os investidores concentraram-se em outra linha do balanço

Fechamento Hoje

NY desanda após fala de Powell, mas Ibovespa ainda consegue fechar em alta de quase 1%; dólar sobe na reta final

Decisão de juros do Federal Reserve até que agradou os mercados, mas discurso duro do presidente da instituição virou o humor dos mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies