Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-06T18:49:22-03:00
Estadão Conteúdo
retomada

Lançamentos e vendas de imóveis crescem no trimestre móvel encerrado em abril

Lançamentos foram de 28.470 unidades, crescimento de 45,4% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Abrainc

6 de julho de 2021
18:49
imóveis são paulo
Imagem: Shutterstock

Os lançamentos e as vendas das maiores empresas de construção do País cresceram no trimestre móvel - que engloba os meses de fevereiro, março e abril -, o que mostra a resiliência do setor a despeito do período mais duro da pandemia.

Os dados fazem parte de levantamento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e são apurados a partir dos resultados de 18 empresas associadas, com atuação concentrada na região Sudeste.

Os lançamentos foram de 28.470 unidades, crescimento de 45,4% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas líquidas atingiram 37.227, avanço de 32,2% na mesma base de comparação. Apesar da crise, os distratos representaram apenas 11% das vendas totais, decréscimo de 1,2 ponto porcentual.

O estoque de imóveis (na planta, em obras e recém-entregues) totalizou 123.146 unidades, leve alta de 2,6%. Nesse ritmo de vendas, seriam necessários 13,5 meses para escoar completamente o estoque.

A pesquisa mostrou que os empreendimentos de médio e alto padrão tiveram o maior crescimento em termos porcentuais. Já os projetos voltados à população de baixa renda, dentro do programa Casa Verde e Amarela, evoluíram em um ritmo mais lendo.

No caso do médio e alto padrão, os lançamentos foram de 8.306 unidades (29% do total) no trimestre móvel, alta de 118,6%. As vendas líquidas alcançaram 4.045 unidades, alta de 13,8%.

Já no setor econômico, os lançamentos bateram em 19.831 unidades (71% do total) no trimestre móvel, aumento de 26,4%, enquanto as vendas totalizaram 31.502 unidades, aumento de 31,6%.

No acumulado dos últimos 12 meses até abril, o setor computou 132.136 unidades lançadas, crescimento de 13,5%, e 129.667 unidades vendidas, alta de 30,4%. Nesse período, os distratos representaram 12,3% das vendas totais, recuo de 0,7 ponto porcentual.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em busca de oportunidades

Viver (VIVR3) deixa recuperação judicial e ações disparam; veja como identificar empresas que também podem se recuperar

Pontos são de especialista em gestão estratégica e processos de reestruturação corporativa; Viver (VIVR3) subiu mais de 150% no último ano e ganha impulso com saída da RJ

Nova bolada

Corretora que quer levar brasileiros a investir nas bolsas dos EUA recebe aporte de R$ 150 milhões; saiba mais

Com US$ 1 bilhão em ativos sob gestão e 300 mil clientes, a Avenue Securities recebeu aporte do fundo japonês Softbank

O gigante quer mais

Buscando margem: Itaú Unibanco (ITUB4) aposta em retomada de crédito pessoal para lucro continuar em alta

Carteira de crédito tem sido impulsionada por linhas com juros mais baixos para os clientes, como financiamento de imóveis e de veículos

Na mira da lei

O que bitcoin e carro tem em comum? Para o novo diretor da CVM americana, ambos precisam de limites

O novo chefe da SEC, a CVM americana, é um entusiasta de criptomoedas e deve trazer um time de peso para sua equipe

Na agenda

Reforma administrativa deve ser votada na Câmara no fim de agosto, diz Lira

O parlamentar avaliou que ficará mais difícil avançar com reformas no ano que vem, quando os interesses políticos vão se sobrepor à agenda econômica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies