Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-30T19:30:29-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
acordo fechado

BR Properties vende parte do Complexo JK para fundo do BTG por R$ 184 milhões

Fração vendida do ativo, que fica em São Paulo, equivale a uma área bruta locável (ABL) de cerca de 6.126 m²

30 de junho de 2021
19:28 - atualizado às 19:30
DSC09782-1
Complexo JK - Bloco B - Imagem: Divulgação / BR Properties

A BR Properties anunciou nesta quarta-feira (30) que vendeu 20% do Complexo JK – Bloco B para o Fundo de Investimento Imobiliário - VBI Prime Properties, administrado pelo BTG Pactual.

O ativo fica na cidade de São Paulo. A fração vendida equivale a uma área bruta locável (ABL) de cerca de 6.126 m² e será comercializada pelo preço total de R$ 184,6 milhões, disse a BR Properties. O valor equivale a R$ 30.150 por m² de ABL.

O acordo contempla ainda a possibilidade de alienação de percentual adicional de até 25% do imóvel. Segundo a BR Properties, a operação reforça o "sucesso da estratégia desenhada pela companhia nos últimos anos".

"A conclusão da alienação e o pagamento será realizado após a superação de certas condições suspensivas conforme estabelecido no CVC (Instrumento Particular de Compromisso de Venda e Compra de Fração Ideal com Condições Suspensivas e Outras Avenças)", disse a empresa.

A empresa tem reciclado parte de seu portfólio, buscado rentabilizar o investimento de maneira atrativa e tentando otimizar sua estrutura de capital.

No último dia 28, a BR Properties celebrou um contrato com o Banco do Brasil para locação parcial das Torres Leste e Oeste da Ventura Corporate Towers, na região central da capital do Rio de Janeiro. O aluguel tem prazo de 10 anos.

No dia 14, a empresa fechou compromisso de venda do Galpão Tucano, em Jarinu (SP), por R$ 94 milhões. O comprador é o Espaço Gaia Empreendimentos Imobiliários.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Insights Assimétricos

Entenda como o caso Evergrande repercute sobre seus investimentos

Para fazer frente aos achismos tão comuns em momentos de crise como o atual, trazemos aqui o que você precisa saber sobre a Evergrande e quais são os desdobramentos para a sua realidade

ampliação dos negócios

Cosan (CSAN3) paga R$ 1,5 bilhão por fatia na Radar, gestora de propriedades agrícolas

Companhia já detinha uma participação na Radar; após a conclusão da operação e uma reorganização societária, a Cosan será dona de mais de 50% do capital social

o melhor do seu dinheiro

Caso Lehman Brothers: não vale a pena ver de novo

Se tem um roteiro que o mercado financeiro não quer ver se repetindo, é o de uma crise financeira desencadeada pela quebra de uma grande empresa, como foi o caso da falência do banco Lehman Brothers em 2008, que marcou o início da grave crise dos subprime. Nem mesmo em uma escala menor, como é […]

força do esg

Environmental ESG, da Ambipar, busca IPO de R$ 3 bilhões para dar gás às aquisições

Preço da faixa indicativa está entre R$ 15,50 e R$ 20,50; após IPO, 43,8% do capital social estará em circulação no mercado com as ações

MERCADOS HOJE

Evergrande injeta temor no mercado global e bolsas têm dia de fortes perdas; Ibovespa fecha no menor nível desde novembro

Temor de que os problemas da incorporadora chinesa gerem uma reação em cadeia no mercado global afundou as bolsas nesta segunda-feira (20)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies