Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-15T17:22:17-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Alguém apaga a luz

Bandeira vermelha pode subir mais de 20%, diz Aneel; decisão sobre conta de energia deve sair até o dia 30

Criado em 2015, o mecanismo das bandeiras representa se haverá ou não cobrança adicional nas contas de luz dos consumidores

15 de junho de 2021
17:22
energia
Energia - Imagem: Shutterstock

O Brasil enfrenta atualmente a pior crise hídrica dos últimos 91 anos. Com níveis muito baixos nos reservatórios das principais usinas hidrelétricas do país levando ao acionamento de mais termelétricas para garantir o abastecimento energético, a conta deve ficar ainda mais cara para o consumidor.

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, informou hoje (15) que o órgão regulador irá definir os novos valores das bandeiras tarifárias até o final de junho.

No primeiro reajuste desde 2019, segundo afirmou o diretor, o patamar mais alto do sistema, a bandeira vermelha 2, deve ficar 20% mais caro.

Criado em 2015, o mecanismo das bandeiras representa se haverá ou não cobrança adicional nas contas de luz dos consumidores, a depender das condições de geração de energia elétrica no País.

Possíveis novos valores

Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), várias possibilidades foram analisadas para fazer frente aos custos, entre elas a elevação do patamar mais alto, a bandeira vermelha 2, ou a criação de uma nova faixa.

Pela proposta apresentada em março pela agência, as taxas cobradas quando a agência acionar bandeira vermelha irão aumentar.

No patamar 1, a taxa adicional pode subir de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos para R$ 4,599 - aumento de 10%. No patamar 2, o reajuste pode chegar a 21%, passando de R$ 6,243 a cada 100 kWh para R$ 7,571.

Segundo ele, o valor deve superar o que foi previsto na proposta de revisão da agência. "Com certeza esse valor ainda deve superar um pouco os R$ 7, os 20%", disse.

Economia está na origem do sistema

De acordo com Pepitone, os consumidores economizaram quase R$ 4 bilhões entre 2015 e 2019 por conta das bandeiras.

Isso porque antes da criação do mecanismo, os custos das distribuidoras para comprar energia mais cara eram repassados aos consumidores apenas uma vez ao ano, no reajuste tarifário anual, com correção monetária e juros.

Pelo modelo atual, as empresas recebem mensalmente o valor recolhido nas contas de luz.

*Com informações da Agência Brasil e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Garantindo a oferta

Crescem ofertas de ações com reserva antecipada

As ancoragens normalmente conseguem atrair mais investidores, numa espécie de chancela prévia, com potencial impacto positivo no preço da ação.

alto escalão

Fleury: CFO Fernando Leão renuncia ao cargo e será substituído por José Filippo

O Fleury informou que os dois executivos trabalharão juntos em um processo de transição estruturado que se terminará em dia 31 de agosto.

brumadinho

Sindicato recorre e indenização da Vale pode chegar a R$ 3 mi a cada morto em MG

Em nota, a Vale reiterou que está comprometida em indenizar as famílias das vítimas da tragédia de Brumadinho de “forma rápida e responsável”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies