Menu
2021-04-09T18:11:03-03:00
Renan Sousa
Será que engata?

‘Bitcoin pode chegar a US$ 400 mil ainda este ano’, diz analista da Bloomberg

Assim como em 2013 e 2017, este ano ocorre o halving do Bitcoin, o que influencia diretamente no preço da criptomoeda

9 de abril de 2021
13:06 - atualizado às 18:11
Businessman,Pointing,Digital,Bitcoin,Icon.,Increase,In,Value,Of,Cryptocurrencies.

Se você é fã de criptomoedas, deve ter tomado um susto ou pensado que é um erro de digitação. Não é. É exatamente isso que você leu: o Bitcoin pode chegar a valer US$ 400 mil ainda em 2021. 

Desde o começo do ano, o valor da principal criptomoeda do mercado mais que dobrou, e atingiu os históricos US$ 60 mil. Além disso, a perspectiva de maior uso de criptomoedas pelo consumidor comum tem aumentado as expectativas em cima do Bitcoin. 

Para começar, empresas como Visa e Paypal já aderiram ao Bitcoin como meio de processar e realizar pagamentos. Grandes instituições financeiras como Goldman Sachs, JP Morgan e Morgan Stanley passaram a se expor às criptos, vale mencionar, por pressão de seus clientes.

E a recente estabilização na captação de mercado da criptomoeda, que manteve US$ 1 trilhão de valor de mercado por uma semana seguida, também é um dado positivo para o Bitcoin.

Histórico e futuro

Com isso, muitos analistas estão tentando acertar qual será o topo da montanha, e um dos analistas da Bloomberg afirmou que o Bitcoin pode chegar a valer US$ 400 mil este ano. Mike McGlone, estrategista sênior de commodities da Bloomberg Intelligence, afirma que a perspectiva de ascensão do bitcoin deve se repetir, de acordo com os padrões da criptomoeda.

Ele usa a comparação com os anos de 2017, quando o preço do Bitcoin foi multiplicado 15 vezes, e de 2013, quando foi multiplicado 55 vezes. McGlone afirma que vivemos um período parecido para a criptomoeda. 

Nesses anos, ocorreu o halving do Bitcoin, quando a produção de criptomoedas, criadas por meio da mineração, cai pela metade. Isso significa que o montante de novos Bitcoins no mercado diminui, o que influencia diretamente o preço nos meses anteriores a uma alta expressiva. 

Bitcoin em caixa

De acordo com a pesquisa da Nickel Digital Asset Management, 81% dos investidores e gerentes de investimentos consultados ​​esperam ver as corporações aumentando a porcentagem de Bitcoins nas suas reservas em caixa nos próximos dois anos. 

"Um número crescente de empresas, incluindo Tesla, MicroStrategy e Square, recentemente fizeram alocações multibilionárias e não triviais em Bitcoin como parte de suas estratégias de reserva de tesouraria", disse o chefe da Nickel Digital Asset Management, o executivo Anatoly Crachilov no comunicado da pesquisa.

Enquanto a valorização de US$ 400 mil não ocorre, o Bitcoin deve seguir tentando superar a marca de US$ 60 mil. Por volta das 12h50, a principal criptomoeda do mercado registrava uma valorização de 0,97%, aos US$ 58.389,47. 

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Mudanças

BB confirma Ieda Cagni para presidência do Conselho de Administração

Nesta quarta-feira, foi realizada a primeira reunião do novo Conselho do Banco do Brasil. Na ocasião, os membros eleitos na assembleia definiram os ocupantes dos cargos de presidente e vice-presidente do colegiado.

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies