Menu
2021-06-07T10:18:44-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
a vida após o tombo

Bitcoin avança, mas Ethereum desponta na recuperação do mercado cripto; confira

Enquanto algumas moedas avançam timidamente na casa de 1%, outras já sobem com mais força, beirando os 5%

7 de junho de 2021
10:18
Golden,Coins,With,Bitcoin,Symbol,On,A,Mainboard.
Imagem: Shutterstock

A semana começou bem para as criptomoedas. O mercado que nunca para está se recuperando dos tombos das últimas semanas e as principais moedas sobem na manhã desta segunda-feira (07)

Depois da China fechar o cerco para a mineração de bitcoin (BTC), a principal criptomoeda do mercado entrou em trajetória de queda. A pá de cal foi o tweet de Elon Musk com um coração partido, indicando que sua história de amor com o BTC havia acabado.

Mas durante o final de semana, algumas notícias entraram no radar das criptomoedas e devem animar o mercado. Confira:

Bitcoin (BTC)

Durante o final de semana, a reunião do G7, os sete países mais desenvolvidos do mundo, deu uma atenção especial para as criptoativos. O grupo deve entrar em um acordo para a regulamentação de stablecoins, criptomoedas e outros ativos.

Pode parecer contraditório, mas os especialistas afirmam que a regulamentação de criptoativos pode atrair mais investidores para esse mercado. Além disso, a discussão sobre regras para esses ativos está ocorrendo juntamente com pessoas de dentro do mercado e exchanges, o que indica que devem ser adequadas à realidade desse tipo de investimento.

Outra notícia que movimentou o mercado foi o anúncio de que El Salvador quer passar a adotar o bitcoin como moeda oficial. O presidente do país da América Central, Nayib Bukele, deve submeter sua proposta às casas legislativas antes da medida entrar em vigor.

Muitos países estão buscando criar suas próprias criptomoedas por meio de seus Bancos Centrais, como é o caso de China, Estados Unidos e até mesmo o Brasil. Entretanto, utilizar o próprio bitcoin como moeda nacional seria um passo além.

Com isso, por volta das 9h30, o bitcoin (BTC) avançava 1,35%, aos US$ 36.443,05. A principal criptomoeda do mercado vem perdendo sua dominância, de acordo com o portal Coin360. Esse cenário permite que outras moedas despontem, como é o caso a seguir. 

Ethereum (ETH)

A segunda principal criptomoeda do mercado pode estar distante no quesito preço do bitcoin, mas está longe de ser menos relevante. O ethereum (ETH) tem aparecido no noticiário pela sua retomada mais forte que a do próprio BTC. 

Por volta das 9h30, o ETH valia US$ 2.834,78, uma alta de 4,95% nas últimas 24h. De acordo com Ney Pimenta, CEO da BitPreço, o éter tem uma vantagem sobre o bitcoin.

O sistema que comporta o ethereum é feito para comportar mais do que uma criptomoeda, mas se utiliza da tecnologia de smart contracts, ou contratos inteligentes, que permite que qualquer pessoa execute um programa de qualquer lugar do mundo, de maneira totalmente descentralizada. 

Essa blockchain também comporta os DeFis, as finanças descentralizadas, os NFTs, os certificados digitais, além do próprio ETH. Outra vantagem é o custo de mineração: o modelo proof of work (PoW, “prova de trabalho”, em inglês) do bitcoin consome um grande poder computacional e energia elétrica.

Mas o modelo do proof of stake (PoS, “prova de participação”) do ETH consome menos energia e um menor poder computacional. Ou seja, a mineração pode ser feita de maneira mais simplificada, o que favorece o preço da criptomoeda. 

Demais criptos

Entre as dez principais criptomoedas do mercado, vale destacar ainda o Binance Coin (BNB), que acumula alta de 17,46% nos últimos sete dias e sobe 3,76% na manhã de hoje, aos US$ 402,95. O token da exchange Binance vem sendo considerado promissor pelos investidores, que veem com bons olhos a moeda como um bom sistema de transações e pagamentos. 

Também vale destacar a Uniswap (UNI), valendo US$ 27,24, um avanço de 5,96% nas últimas 24h. O token é utilizado como um protocolo automático para transação de DeFis, e também tem perspectiva de crescimento. 

Por fim, como não podia faltar na lista, o Dogecoin (DOGE) acumula alta de 20,39% nos últimos sete dias, valendo US$ 0,3732. A moeda-meme fez muita gente milionária nos últimos meses, mas especialistas não indicam a moeda como um bom investimento. 

Vale lembrar que investir em criptomoedas é extremamente arriscado e os especialistas recomendam cautela. Antes de investir, conheça o projeto e esteja ciente de que as oscilações podem chegar facilmente à casa dos dois dígitos. 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Maquininhas internacionais

De malas prontas: presidente da Getnet revela planos para o início das operações na Europa em 2022

A empresa se tornou peça-chave nos planos do espanhol Santander de criar uma plataforma global de pagamentos

Renda variável

Na batalha das corretoras, Rico vai zerar taxa em operações com opções

A medida busca tornar a corretora mais competitiva e reforçar a atuação do grupo no ramo da renda variável

Concursos públicos

De olho nos concurseiros, Yduqs anuncia aquisição da plataforma de EaD Qconcursos

Plataforma de cursos preparatórios para concursos públicos tem 412 mil alunos pagantes e mira mercado potencial de 17 milhões de pessoas; valor da operação não foi divulgado

Mostrando as garras

Dirigente do Fed fala em alta de juros em 2022 e admite postura mais agressiva contra inflação

Em entrevista à CNBC, Bullard disse que o Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) adotou uma posição mais dura no encontro deste mês

Entrando no pet shop

O plano da BRF: colocar comida na sua mesa e ração no potinho do seu pet

A BRF comprou o grupo Hercosul, produtor e distribuidor de ração para cães e gatos, entrando no mercado pet. Entenda o racional da operação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies