Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-25T17:40:54-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Mercados hoje

Dólar sobe em dia de feriado na B3 e bolsas perdem força lá fora; Eletrobras desaba em NY

Setor de tecnologia sustenta os índices S&P500 e Nasdaq em alta em meio a preocupações com avanço da covid-19; ações brasileiras caem em NY

25 de janeiro de 2021
12:25 - atualizado às 17:40
Bull bear market
Imagem: Shutterstock

A negociação com as ações na B3 deu uma pausa em razão do feriado de aniversário da cidade de São Paulo. Mas se enganou quem esperava por uma segunda-feira mais tranquila.

Em Nova York, os índices S&P500 e Nasdaq iniciaram o dia em alta puxados pelas ações do setor de tecnologia, mas perderam força. Já o Dow Jones — que tem maior peso de papéis da "velha economia" — se manteve no vermelho desde os primeiros negócios.

Aqui no Brasil, o dólar comercial era negociado em alta de 0,55% por volta das 13h30, cotado a R$ 5,508. O EWZ, o fundo de índice de ações brasileiras negociado lá fora, marcava uma queda de 1,74%.

Com o aumento recente de casos de coronavírus no exterior, os investidores resolveram inverter nas últimas sessões o movimento de rotação que vinha beneficiando as ações de empresas que ganham com a reabertura da economia.

A semana é marcada ainda pela divulgação dos balanços de pesos pesadíssimos da tecnologia como Microsoft, Apple, Facebook, Tesla e Amazon, o que ajuda a sustentar algum otimismo nos negócios.

A notícia de que o Estado da Califórnia pode flexibilizar as medidas de isolamento social também animou os investidores mais cedo. Mas o fato é que o avanço da covid-19 e a descoberta de novas mutações do vírus seguem preocupando o mercado.

Leia também:

Eletrobras desaba em NY

O anúncio da saída de Wilson Ferreira Junior do cargo de presidente da Eletrobras afetou de vez a confiança dos investidores na possibilidade de privatização da estatal de energia.

A notícia que circula na imprensa é que o executivo vai assumir a presidência da BR Distribuidora, privatizada em 2019. Trata-se de mais um baque para a ala liberal do governo Bolsonaro, que vem sofrendo baixas desde o ano passado.

Com a B3 fechada hoje, a reação do mercado pode ser vista em Nova York, onde os ADRs (recibos de ações) da Eletrobras desabavam mais de 7,59%, cotados a US$ 5,36, por volta das 16h45 (de Brasília). Com a queda de hoje, a estatal acumula uma perda de quase 30% do valor de mercado lá fora apenas em janeiro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

atenção, acionista

Após forte alta no lucro, Itaú anuncia R$ 2,1 bilhões em juros sobre capital próprio

Instituição aprovou dos proventos no valor bruto de R$ 0,10384 por ação, com base na posição acionária final registrada do próximo dia 13

fique de olho

PetroRio, Marcopolo, Pague Menos, Cielo e Itaú: os balanços que mexem com o mercado nesta terça

Resultados são divulgados em um momento de otimismo com os balanços por parte do mercado financeiro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

A derrapada do Ibovespa, a semana do bitcoin e a nova aquisição da XP: um resumo das principais notícias do dia

Se, na sexta-feira (30), as preocupações com o teto de gastos brasileiro levou o Ibovespa a registrar uma queda de mais de 3%, a semana começou com a preocupação com as contas públicas americanas impedindo um dia dourado na B3.  O temor com a saúde fiscal do Brasil está longe de ser uma preocupação do […]

temporada de resultados

Lucro do Itaú Unibanco sobe 55%, soma R$ 6,5 bilhões e supera projeções

Banco também reportou um avanço do retorno sobre o patrimônio (ROE) de 13,5% no segundo trimestre de 2020 para 18,9% no balanço atual

Invasão fitness

De olho no desempenho das ações da rival Smart Fit, rede de academias Bluefit protocola pedido de IPO na CVM

Atualmente com 102 unidades, a rede de academias busca recursos para impulsionar seu crescimento orgânico

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies