Menu
2020-01-06T07:56:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
em vídeo

Bolsonaro diz ser contra taxar energia solar, mas que decisão é da Aneel

Agência conduz atualmente um processo para rever cobranças e subsídios no setor

6 de janeiro de 2020
7:46 - atualizado às 7:56
Bolsonaro
Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em vídeo publicado na noite deste domingo (5) que é contra taxar energia solar, mas ressaltou que decisão é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

"Ninguém fala no governo a não ser eu sobre essa questão. Não me interessa pareceres de secretários, seja quem for. A intenção é não taxar", acrescenta.

A Aneel conduz atualmente um processo para rever cobranças e subsídios no setor. "É uma agência autônoma, seus integrantes têm mandato. Eu não tenho qualquer ingerência sobre eles, a decisão é deles."

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

AGRONEGÓCIO

Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta

o Brasil deverá colher um recorde de 247,4 milhões de toneladas de grãos na safra que se encerra neste ano, 2,5% acima de 2019, conforme o IBGE.

CORONACRISE

Pandemia causou impacto em 57% das companhias exportadoras, revela CNI

Em 42% das empresas afetadas, vendas externas caíram a menos da metade

FII do mês

Os melhores fundos imobiliários para investir em julho segundo 7 corretoras

FII queridinho do mês recebeu quatro indicações, mas outros cinco fundos receberam duas indicações cada um

mp 925

Câmara conclui votação de MP da Aviação e texto segue para Senado

A proposta traz ações emergenciais ao setor de aviação civil para mitigar os efeitos da crise gerada pela pandemia

mundo aéreo

Azul vende participação de 6% na TAP para governo português, por R$ 65 milhões

A companhia aérea Azul informou nesta quarta-feira, 8, que vendeu a participação indireta de 6% que detinha na aérea portuguesa TAP, para o governo de Portugal. O valor fechado foi de R$ 65 milhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements