Menu
2020-05-18T18:33:01-03:00
Estadão Conteúdo
Efeito pandemia

Vendas no varejo têm em abril resultado mais negativo da história, mostra ICVA

As vendas no varejo brasileiro apresentaram queda de 36,5% em abril, descontada a inflação, em comparação com o mesmo mês do ano passado, refletindo a propagação da covid-19 pelo País, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado

18 de maio de 2020
18:32 - atualizado às 18:33
Shopping center
Imagem: Shutterstock

As vendas no varejo brasileiro apresentaram queda de 36,5% em abril, descontada a inflação, em comparação com o mesmo mês do ano passado, refletindo a propagação da covid-19 pelo País, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). Em termos nominais, o ICVA recuou 35,4%. É o resultado mais negativo registrado pelo índice desde sua criação em janeiro de 2014.

O efeito de calendário beneficiou levemente abril deste ano no comparativo anual. Sendo assim, o ICVA deflacionado com ajuste de calendário registrou queda de 37,1% e 36,0% em termos nominais. Diferente de março, quando as vendas sofreram um baque apenas nas duas últimas semanas, o mês de abril foi afetado pela covid-19 em seus 30 dias.

Em nota, Gabriel Mariotto, diretor de Inteligência da Cielo, destaca que com exceção de Supermercados e Hipermercados e Veterinárias e Petshops, todos os setores apresentaram quedas nas vendas, com alguns chegando a recuar 80%.

Por setores, descontada a inflação e com ajuste de calendário, os blocos de Serviços, Bens Duráveis e Bens Não Duráveis registraram declínios de 68,9%, 57,5% e 10,6%, respectivamente, em comparação com abril do ano passado. Os setores mais impactados foram Turismo e Transporte e Alimentação Bares e Restaurantes, no bloco de Serviços, Vestuário no grupo de Bens Duráveis e Postos de Gasolina no bloco de Bens Não Duráveis.

Por região, todas as regiões apresentaram queda no mê passado, segundo o ICVA deflacionado com ajuste de calendário.

A maior queda foi observada na região Sudeste: de 41,5%. Na sequência estão as regiões Nordeste (-37,3%), Sul (-28,7%), Centro-Oeste (-28,5%) e Norte (-24,0%).

Pelo ICVA nominal, com ajustes de calendário, o destaque também foi a região Sudeste, com forte queda de 40,2%, seguida por Nordeste (-36,2%), Sul (-27,9%), Centro-Oeste (-27,8%) e Norte (-21,3%).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Novos tempos

Alvo de Bolsonaro, home office avança no setor público

Bolsonaro usou trabalho remoto para atacar presidente da Petrobras

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Acordo confirmado

Notre Dame Intermédica e Hapvida chegam a acordo para combinação de negócios

Ações da Notre Dame serão incorporadas pela Hapvida; acordo resultará em uma das maiores empresas de saúde do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies