Menu
2020-01-05T09:10:01-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Quem duvidou errou

Tesla cumpre meta de entrega de veículos em 2019

Objetivo parecia difícil de cumprir porque, até a metade do ano, companhia tinha entregue menos da metade do piso da meta; no terceiro trimestre, número de entregas também ficou abaixo do prometido.

4 de janeiro de 2020
15:13 - atualizado às 9:10
Modelo S da Tesla, fabricante de automóveis elétricos do bilionário Elon Musk
Tesla Modelo 3: 92.550 entregas no quatro trimestre. Imagem: Shutterstock

A fabricante de veículos elétricos Tesla bateu sua meta de entrega de veículos em 2019. A companhia divulgou ontem (3) comunicado com os números de produção e entrega de veículos no quatro trimestre do ano passado: 104.891 unidades produzidas e 112 mil unidades entregues.

Com isso, o número total de entregas no ano atingiu cerca de 367.500 veículos, dentro das estimativas da empresa de 360 mil a 400 mil unidades.

O objetivo inicialmente parecia difícil de alcançar, dado que, até junho, a companhia havia entregue menos da metade do piso da meta. No terceiro trimestre, o número de entregas decepcionou analistas, pois ficou abaixo da quantidade de 100 mil unidades prometida pelo CEO, Elon Musk. Com isso, as ações da Tesla na Nasdaq levaram um tombo.

Na última sexta, porém, os papéis da Tesla (TSLA) avançaram 2,96%, apesar da queda de 0,79% do Nasdaq.

As 367.500 entregas representam um crescimento de 50% em relação a 2018. No quarto trimestre de 2019, foram fabricados 17.933 carros modelos S e X e 86.958 veículos do modelo 3. Das 112 mil entregas do último trimestre do ano, 19.450 se referiram aos modelos S e X e 92.550 se referiram ao modelo 3.

No comunicado divulgado aos investidores, a Tesla diz que continua a focar na expansão da produção tanto nos Estados Unidos quanto na recém-lançada unidade de Xangai, onde já foram produzidos mil carros, apesar do funcionamento há menos de um ano.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Fome para crescer

Em mais uma aquisição, Magazine Luiza se fortalece em food services com a Plus Delivery

Segundo a varejista, plataforma de entrega de comida tem cerca de 1.500 restaurantes parceiros e atende mais de 250 mil clientes por mês

mercados hoje

Bolsa opera com alta volatilidade, à espera de fala de Powell; dólar avança

Mesmo com uma queda acentuada do petróleo nesta manhã, o setor vê a commodity nos maiores níveis desde o início da pandemia, com a retomada das atividades

O melhor do Seu Dinheiro

A rima das commodities, último capítulo da novela da MP da Eletrobras e outros destaques

A história não se repete, mas rima. Se Mark Twain fosse um analista do mercado financeiro, provavelmente seria um grande especialista em ciclos econômicos. Logo no começo da crise da covid-19, quem ousasse falar em investir em commodities ou ações de empresas produtoras de matérias-primas seria taxado de louco. As cotações de todas elas — […]

SINAIS DO BC

COMPARATIVO: Veja o que mudou na ata da reunião do Copom

Veja o que mudou e o que permanece igual na ata da última reunião do Copom — o BC elevou a Selic em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano

Outro escorregão

Bitcoin perde os US$ 30 mil, menor patamar desde janeiro; Confira como anda o mercado cripto

Isso motivou a queda das dez principais criptomoedas do mercado, em especial do Dogecoin, que cai quase 25%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies