⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2020-02-19T14:52:28-03:00
Estadão Conteúdo
No aguardo

Secretário diz que modelo para privatização da Eletrobras está sendo elaborado

Proposta estaria sendo “remodelada” para se adequar às demandas dos senadores

19 de fevereiro de 2020
14:52
salim mattar, secretário de privatizações
Imagem: Reprodução/Ministério da Economia

O secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, reconheceu que o governo depende do aval do Senado para viabilizar a privatização da Eletrobras. Segundo ele, a proposta está sendo "remodelada" para se adequar às demandas dos senadores.

"A modelagem está sendo elaborada neste momento. O (presidente da Câmara) Rodrigo Maia tem dado sinais para o mercado de que, na Câmara, haverá facilidade para aprovação do PL (Projeto de Lei), mas que ele vai liberar quando o Senado der sinais de que está ok. Então, estamos conversando com o Senado", disse Mattar após reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI).

Mattar destacou que a Eletrobras possui "grandes usinas no Norte e Nordeste", indicando que as regiões apresentam maior resistência. Ainda de acordo com ele, as adequações ao texto devem ser feitas em até duas semanas.

"Estamos elaborando um arredondamento da modelagem (do projeto). Tem que ser uma modelagem muito transparente. E depende dessa modelagem para a aprovação do Senado. Em uma ou duas semanas teremos essa modelagem pronta", declarou durante conversa com jornalistas.

O secretário destacou que a capitalização da empresa e a perda de controle do governo faz parte da política do governo Jair Bolsonaro. Segundo ele, mesmo que o governo tivesse dinheiro sobrando para investir na Eletrobras, iria priorizar destinar esse recurso em outras áreas a fim de melhorar a qualidade de vida da população.

"A Eletrobras tem aproximadamente 30% do mercado brasileiro, e ela tem demanda de investimento. Para isso, ela precisa de R$ 15 bilhões ao ano. Ela é capaz de gerar de R$ 3 bilhões a R$ 4 bilhões no máximo. Ela não conseguirá se manter nesse patamar, daí a necessidade de passar para o privado", justificou Mattar.

"Quando (o ministro Paulo) Guedes fala que temos que ter Mais Brasil e Menos Brasília, não é apenas mais Estado, mais Município, significa também mais privado e menos público", disse.

"O PIB hoje depende muito mais do privado do que do público. E é isso que nós queremos. O governo tem linha de dar mais protagonismo ao privado. Tudo isso está dentro dessa orientação", afirmou.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

ATENÇÃO, ELEITORES

Quem não comparecer à votação poderá perder vários direitos — veja como justificar a ausência nas Eleições 2022

1 de outubro de 2022 - 15:00

A Justiça Eleitoral pode suspender alguns direitos civis de quem não votar e deixar de explicar porque faltou com seu dever cívico

ELEIÇÕES 2022

Celular vetado, colinha, acompanhante e mais: saiba o que é permitido ou proibido no momento da votação

1 de outubro de 2022 - 14:07

Às vésperas do pleito porém, muitos cidadãos ainda têm dúvidas sobre as regras, além de quais documentos levar e a ordem da votação

FOTOGRAFIA FINAL

Ipespe: Lula (PT) segue estável e Bolsonaro (PL) oscila dois pontos — saiba o que a pesquisa traz de novo na véspera da eleição

1 de outubro de 2022 - 13:32

A última pesquisa Ipespe antes do primeiro turno das eleições presidenciais, aponta que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 46% dos votos válidos contra 33% de Bolsonaro

APESAR DAS DIVERGÊNCIAS

“Efeito Meirelles” nas eleições? Saiba por que o ex-presidente do BC declara voto em Lula (PT)

1 de outubro de 2022 - 12:25

O economista defende que o eventual governo do petista poderia “recuperar a economia”, além da responsabilidade fiscal nas contas públicas

VERSÃO DIGITAL

e-Título: Prazo para baixar o título digital termina neste sábado (1); saiba como usar o aplicativo na hora de votar

1 de outubro de 2022 - 11:27

O título de eleitor digital pode ser baixado nas lojas de aplicativos do celular até as 23h59 e pode ser apresentado como documento oficial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies