Menu
2020-01-28T18:48:50-03:00
Estadão Conteúdo
olho nos números

Relatório aponta nível baixo de investimento de estatais no 1º ano de Bolsonaro

Estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste

28 de janeiro de 2020
13:14 - atualizado às 18:48
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro - Imagem: Divulgação

As estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste, com nada de investimento no Centro-Oeste e índices bem pequenos nas outras regiões. Os dados constam de relatório do Ministério da Economia que traz a execução do Orçamento de Investimento das estatais no ano passado.

O documento mostra que, no primeiro ano de gestão de Jair Bolsonaro, as empresas do governo deixaram de aplicar R$ 69 bilhões em obras e projetos no País.

Da dotação global de 2019 para essas empresas, que somou R$ 127,456 bilhões, somente R$ 58,291 bilhões foram executados. O Sudeste recebeu 23,4% do valor, seguido de Nordeste, com 5,5%, Sul (0,6%), Norte (0,5%) e Centro-Oeste (0,0%). Outros investimentos foram feitos na regiões caracterizadas como 'nacional' (67,8%) e 'exterior' (2,1%).

O resultado de 2019 representa o menor índice de execução dos últimos cinco anos. Em 2018, essas empresas executaram 64,5% da dotação anual autorizada; em 2017, o índice de execução foi de 59%; em 2016, 74%; e em 2015, 78,7%.

O relatório divulga o desempenho de 85 estatais, 78 do setor produtivo e 7 do setor financeiro. As estatais ligadas ao Ministério de Minas e Energia apresentaram a melhor execução dos investimentos no ano passado. A Petrobras aplicou 48,4% do total de R$ 98,8 bilhões.

A Eletrobras, no entanto, registrou uma baixa execução, de 16,1% de um orçamento também baixo, de R$ 38,9 milhões. "Alguns programas, principalmente no âmbito do setor de Petróleo e Gás, destacam-se em comparação aos demais, não apenas pelo vulto dos recursos que lhes são destinados como, também, pelo empenho das empresas", diz a portaria.

No setor financeiro, Caixa aplicou R$ 1,3 bilhão, representando 51,1% do total de R$ 2,6 bilhões. O Banco do Brasil investiu 67% do previsto para o ano - R$ 1,8 bilhão do valor global de R$ 2,7 bilhões. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) executou 35,4% de seu orçamento de R$ 66 milhões para o ano, um gasto de R$ 23,4 milhões.

A íntegra do relatório está em portaria publicada na edição desta terça-feira no Diário Oficial da União (DOU).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

pandemia

Covid-19: número de mortes sobe para 361,8 mil no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 3.459 mortes no país

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies