Menu
2020-01-28T18:48:50-03:00
olho nos números

Relatório aponta nível baixo de investimento de estatais no 1º ano de Bolsonaro

Estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste

28 de janeiro de 2020
13:14 - atualizado às 18:48
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro - Imagem: Divulgação

As estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste, com nada de investimento no Centro-Oeste e índices bem pequenos nas outras regiões. Os dados constam de relatório do Ministério da Economia que traz a execução do Orçamento de Investimento das estatais no ano passado.

O documento mostra que, no primeiro ano de gestão de Jair Bolsonaro, as empresas do governo deixaram de aplicar R$ 69 bilhões em obras e projetos no País.

Da dotação global de 2019 para essas empresas, que somou R$ 127,456 bilhões, somente R$ 58,291 bilhões foram executados. O Sudeste recebeu 23,4% do valor, seguido de Nordeste, com 5,5%, Sul (0,6%), Norte (0,5%) e Centro-Oeste (0,0%). Outros investimentos foram feitos na regiões caracterizadas como 'nacional' (67,8%) e 'exterior' (2,1%).

O resultado de 2019 representa o menor índice de execução dos últimos cinco anos. Em 2018, essas empresas executaram 64,5% da dotação anual autorizada; em 2017, o índice de execução foi de 59%; em 2016, 74%; e em 2015, 78,7%.

O relatório divulga o desempenho de 85 estatais, 78 do setor produtivo e 7 do setor financeiro. As estatais ligadas ao Ministério de Minas e Energia apresentaram a melhor execução dos investimentos no ano passado. A Petrobras aplicou 48,4% do total de R$ 98,8 bilhões.

A Eletrobras, no entanto, registrou uma baixa execução, de 16,1% de um orçamento também baixo, de R$ 38,9 milhões. "Alguns programas, principalmente no âmbito do setor de Petróleo e Gás, destacam-se em comparação aos demais, não apenas pelo vulto dos recursos que lhes são destinados como, também, pelo empenho das empresas", diz a portaria.

No setor financeiro, Caixa aplicou R$ 1,3 bilhão, representando 51,1% do total de R$ 2,6 bilhões. O Banco do Brasil investiu 67% do previsto para o ano - R$ 1,8 bilhão do valor global de R$ 2,7 bilhões. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) executou 35,4% de seu orçamento de R$ 66 milhões para o ano, um gasto de R$ 23,4 milhões.

A íntegra do relatório está em portaria publicada na edição desta terça-feira no Diário Oficial da União (DOU).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Bolsa e dólar hoje

Ibovespa abre em baixa, mas logo vira para campo positivo; dólar passa de R$ 4,37

Dólar busca novas máximas, ultrapassando o patamar de R$ 4,35, enquanto Ibovespa segue o bom humor externo

Exile on Wall Street

A coisa mais importante é…

Persigo uma coisa, obstinadamente: levar ao investidor pessoa física ideias para aplicar seu dinheiro tão boas ou até melhores do que aquelas anteriormente restritas aos profissionais

Balanço

IRB anuncia programa de recompra de até 5% das ações em circulação

Empresa reforça aposta nas ações, que acumulam queda de 19% em fevereiro, após carta da gestora Squadra que questionou números do balanço

Agora é oficial

Decreto formaliza ministro Paulo Guedes presidente do conselho de PPI

O governo federal publicou nesta quarta-feira (19) um novo decreto de regulamentação do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI). A atualização da norma ocorre depois que o presidente Jair Bolsonaro decidiu tirar o PPI da estrutura da Casa Civil e transferir o programa que cuida das privatizações federais para o Ministério da Economia. […]

De olho nos números

Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro

Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, recuou 0,3 ponto, para 101,7 pontos

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

12 notícias para você começar o dia bem informado

Devo admitir que o balanço da resseguradora IRB Brasil não costuma ser dos mais badalados da temporada. Mas a luz amarela lançada pela gestora Squadra, que questionou os números da empresa em carta há cerca de 10 dias, trouxe uma expectativa para a divulgação dos números do quarto trimestre de 2019. O Vinícius Pinheiro aguardou […]

compromisso do bilionário

Campanha de Michael Bloomberg diz que candidato vai vender grupo de mídia, se eleito presidente dos EUA

Bilionário é dono da Bloomberg, uma empresa de dados para o mercado financeiro e agência de notícias que opera em todo o mundo

Tudo que mexe com os mercados hoje

Desaceleração do coronavírus injeta bom humor nos mercados

No Brasil, os investidores ficam atetos aos movimentos do câmbio e no balanço da Petrobras, que deve ser divulgado após o fechamento.

Balanço

IRB anuncia lucro de R$ 1,764 bilhões em 2019 e abre números contestados pela Squadra

Empresa não cita nome da gestora, mas contesta informação de que balanço de 2019 teria sido turbinado por itens que não vão mais se repetir

reaquecendo

China promete ampliar assistência para fábricas retomarem operações

Governo chinês vai colocar fábricas em contato com empresas de tecnologia para ajudar a identificar quaisquer elos fracos nas cadeias de suprimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements