Menu
2020-12-12T12:40:37-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
aquisição

Na reta final pela vacina, AstraZeneca compra Alexion por US$ 39 bilhões

Movimento deve reforçar a pegada da gigante britânica de medicamentos em imunologia e doenças raras

12 de dezembro de 2020
12:40
Logo da farmacêutica AstraZeneca
Imagem: Shutterstock

A AstraZeneca PLC informou neste sábado que concordou em comprar a Alexion Pharmaceuticals Inc., com sede em Boston, por US$ 39 bilhões em ações e dinheiro.

O movimento deve reforçar a pegada da gigante britânica de medicamentos em imunologia e doenças raras. A AstraZeneca está no estágio final de desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19, em parceria com a Universidade de Oxford.

A vacina está sendo revisada por reguladores de medicamentos do Reino Unido e da Europa e pode ser autorizada para uso de emergência no Reino Unido dentro de algumas semanas, disseram os cientistas envolvidos.

A empresa embarcou em um dos esforços mais ambiciosos para fabricar e distribuir a vacina entre um punhado de gigantes farmacêuticos ocidentais, presumindo que receba luz verde para o imunizante.

A AstraZeneca disse que o Alexion trará maior presença científica em imunologia, com uma unidade de doenças raras com sede em Boston. Os diretores de ambas as empresas aprovaram a aquisição, que esperam ser concluída no terceiro trimestre de 2021.

A AstraZeneca se reinventou nos últimos anos como uma potência de drogas contra o câncer. Ela havia sofrido redução de receita em anos anteriores, pois os sucessos de seu portfólio foram atingidos pela concorrência dos genéricos quando as patentes expiraram.

*Com Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

pandemia

Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h

Resultado ficou atrás apenas do dia 7 de janeiro, quando foram confirmadas 1.524 novos falecimentos

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Análise

Sem o “forward guidance”, Banco Central arranca bola de ferro dos pés

Decisão do BC de abrir mão do compromisso de não mexer com os juros foi acertada, mas a adoção do instrumento mais ajudou ou atrapalhou a economia?

sem "efeito Biden"

Vacinação e risco fiscal derrubam o Ibovespa em dia de festa em NY; dólar também recua

Euforia dos mercados internacionais com o “efeito Biden” foi barrada pelas incertezas domésticas e fez a bolsa brasileira ir na contramão de NY

taxa básica

BC mantém Selic em 2% ao ano, mas retira o ‘forward guidance’

Bolsa pode ter realização de lucros nesta quinta com derrubada de prescrição, diz especialista; decisão de hoje acontece em meio à alta dos preços das commodities e à valorização do dólar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies