Menu
2020-09-03T17:53:32-03:00
medida vale desde 24 de agosto

Itaú zera taxas de corretagem para investir em ETFs de sua gestora

A instituição informou que as taxas zeradas aplicam-se somente aos clientes que negociam exclusivamente via home broker ou aplicativo corretora do Itaú, nos segmentos agências, Uniclass e Personnalité

2 de setembro de 2020
18:54 - atualizado às 17:53
Banco Itaú Unibanco
Imagem: Shutterstock

O Itaú Unibanco anunciou nesta quarta-feira (2) que extinguiu as taxas de corretagem sobre movimentações em ETFs (Exchange Traded Funds, fundos de índices, na tradução livre) geridos pela sua gestora.

A medida, embora divulgada hoje, vigora desde 24 de agosto, disse o banco, em nota.

A instituição informou que as taxas zeradas aplicam-se somente aos clientes que negociam exclusivamente via home broker ou aplicativo corretora do Itaú, nos segmentos agências, Uniclass e Personnalité.

Enquanto isso, clientes do Private e atendidos pela mesa de atendimento e assessores terão as taxas mantidas, diz o Itaú.

O Itaú possui 12 produtos no portfólio de fundos de índice, sendo nove de renda variável e três de renda fixa.

O investimento possibilita, inclusive, acessar uma "cesta" de ativos no exterior por meio de um único veículo de alocação. 

Os ETFs são fundos de investimento com cotas negociadas em bolsa. Deste modo, funcionam como ações. Tais fundos replicam o comportamento de um índice de referência, seja de renda variável (como o Ibovespa) ou de renda fixa.

O diretor de produtos de investimentos e previdência do Itaú, Claudio Sanches, disse que a decisão é uma em meio a uma série de outras medidas para "democratizar os investimentos" adotadas pelo banco. O Itaú também zerou taxa com aplicações no Tesouro Direto e FIIs (fundos de investimentos imobiliários).

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

INCLUSÃO SOCIAL

Magazine Luiza, Ambev e P&G indicam tendência de inclusão

Companhias querem ampliar a diversidade dos novos funcionários e, principalmente, prepará-los para que ocupem cargos de direção

Mercados hoje

Mercados ensaiam recuperação, mas segunda onda da covid-19 e ata do Copom ficam no radar

Ata do Copom deve trazer novidades sobre o forward guidance da instituição e renovar as apostas para a Selic

mudança de casa

Após 23 anos com Alpargatas, Mizuno se une à Vulcabrás no País

Ao assumir a marca famosa pelos tênis de corrida, o grupo gaúcho reforça seu portfólio na área, que já inclui a Olympikus e a Under Armour

NOVATA DA BOLSA

Truxt atinge 12,2% de participação no capital da Plano & Plano após IPO

Gestora de fundos passou a deter 24.900.000 de suas ações ordinárias, o equivalente a 12,2% do capital social.

balanço da doença

Brasil acumula 4,55 milhões de casos e 137,2 mil mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 377 mortes por covid-19, segundo o Ministério da Saúde

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements