Menu
2020-10-09T21:48:36-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
depois de disparada na bolsa

Eike Batista sofre revés na Justiça em tentativa de mudar conselho da OSX

2ª Vara Empresarial da Comarca do Rio de Janeiro suspendeu a assembleia da companhia marcada para 14 de outubro; ação da empresa disparou na semana

9 de outubro de 2020
21:35 - atualizado às 21:48
Eike Batista
Imagem: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

A Justiça impôs uma derrota ao ex-bilionário Eike Batista, em uma tentativa do empresário de destituir o conselho recém empossado da OSX. A 2ª Vara Empresarial da Comarca do Rio de Janeiro suspendeu a assembleia da companhia marcada para 14 de outubro.

Para a juiza Maria Christina Rucker, é preciso considerar que o acionista controlador não pode ter "ingerência fática" na administração da sociedade. "Há que se ter cautela na mudança abrupta de uma administração que foi mantida na última assembleia", disse em decisão.

Os acionistas controladores têm interesse em mudar o conselho de administração para buscar recursos a partir de novos investidores, segundo a própria empresa em documento ao mercado. O movimento asseguraria o prosseguimento do plano de recuperação judicial.

A promessa de novos investidores para as companhias de Eike Batista repercutiu na imprensa nesta semana, com influência direta na bolsa de valores brasileira, a B3. Em cinco dias, as ações OSXB3 dispararam 87%, a R$ 8,30. Os papéis da MMX (MMXM3) escalaram 842%.

No caso da MMX, havia ainda, como componente para a especulação do mercado, novas perspectivas a respeito do plano de recuperação judicial da companhia, que protocolou uma petição buscando recuperar o ativo Mina Emma - que seria de "grande relevância econômica" para a empresa.

A MMX tem capital aberto desde 2006, quando prometia multiplicar sua produção de minério de ferro, a 36 milhões de toneladas - número que nunca foi atingido. Nove anos depois a produção chegaria a zero. Hoje, a empresa não opera e nem emprega ninguém.

Já a OSX está em recuperação judicial desde 2014, dizendo-se impedida de honrar o pagamento de obrigações vencidas. A companhia afirma que desde o ano anterior passou por cancelamento de encomendas de unidades que seriam construída e de contratos de afretamento e operação e manutenção de FPSOs e WHPs.

Antigo império bilionário

OSX e MMX fazem parte do antigo império integrado de infraestrutura, mineração e commodities, comandado por Eike Batista: o chamado "Grupo EBX", que fez do empresário um dos mais ricos do mundo.

Eike Batista apostou alto no petróleo, mas teve expectativas frustradas: as ações da OGX, outra companhia do grupo, despencaram e arrastaram as outras empresas do então bilionário.

A OGX também entrou em recuperação judicial, em 2013, após um calote de US$ 45 milhões nos credores. Em 2015, a Justiça chegou a bloquear bens do empresário, para garantir a indenização dos investidores da companhia.

Da seção de negócios Eike Batista passou às páginas mais ligadas ao noticiário policial e político. Em julho deste ano, por exemplo, o empresário foi condenado a oito anos de prisão por manipulação do mercado financeiro.

Ele e outros dois executivos foram acusados de divulgação de informações falsas sobre a estimativa de "bilhões de barris" de petróleo potencialmente extraível em poços de áreas do pré-sal na Bacia de Campos e na Bacia de Santos. Os direitos de concessão pertenciam à OGX.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

14 notícias para começar o dia bem informado

Quando o coronavírus desembarcou aqui no Brasil, os economistas debatiam qual seria a letra da crise. Seria um ‘W’? Um ‘V’? Talvez um ‘U’… Ou, na pior hipótese, um ‘L’. Se você não está familiarizado com esses termos, pense em um gráfico do PIB. O ‘V’ é o melhor cenário, marcado por um mergulho da […]

EM SITUAÇÃO DELICADA

FMI vê País com a pior dívida entre emergentes

Situação fiscal ruim do Brasil só é superada por países menores, como Angola, Líbia e Omã

ESQUENTA DOS MERCADOS

Coronavírus assusta, mas balanços corporativos tentam injetar otimismo nos mercados

O aumento do número de casos do coronavírus e a novela do pacote de estímulos fiscais americanos continuam como os principais fatores de cautela no radar dos investidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Lá e de volta outra vez: o maior IPO da história e a pandemia em semana de decisão monetária

Hegel costumava afirmar que a história sempre se repete (como disse, se reordena e retrocede sobre si). Ora, não é que nos deparamos com essas duas ideias nessa última semana de outubro?

Balanços

Santander tem recuperação em “V” e lucro sobe para R$ 3,9 bilhões no trimestre

A unidade local do banco espanhol supera expectativas de longe com lucro líquido de R$ 3,902 bilhões, alta de 5,3% em relação ao terceiro trimestre de 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies