Menu
2020-10-08T15:55:19-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
parte de um antigo império

MMX, de Eike Batista, vira alvo de especulação com busca por ativos na Justiça

Papéis dispararam mais de 200% nesta quarta-feira com a empresa buscando reaver o ativo Mina Emma; companhia promoveu no último mês mudanças no conselho

7 de outubro de 2020
20:36 - atualizado às 15:55
Eike Batista
Imagem: Vinícius Loures/Câmara dos Deputados

A MMX, do empresário Eike Batista, voltou a ser alvo de especulação do mercado financeiro, impulsionada por novas perspectivas a respeito do plano de recuperação judicial da companhia.

As ações da mineradora tiveram forte oscilações nos últimos dias a ponto de a B3 ter de pedir satisfações para a diretoria da empresa. Mas a surpresa veio nesta quarta-feira (7), com a disparada de 225% dos papéis, a R$ 7,15. O movimento continuou no dia seguinte, com a ação a R$ 14,30 na máxima.

Apesar da escalada, o valor da empresa está distante dos tempos áureos do império de Eike Batista. Em março de 2010, os papéis da MMX valiam R$ 2.023,97 cada, em meio ao pico de produção da companhia, de cerca de 7,7 milhões de toneladas de minério de ferro.

Busca por ativos e mudanças internas

A MMX atribuiu o forte movimento recente dos investidores a uma petição que a empresa protocolou junto ao juízo de sua recuperação judicial buscando recuperar o ativo Mina Emma. A exploração do ativo seria de "grande relevância econômica" para a companhia.

A grande oscilação acontece ainda em um momento de mudanças internas na empresa. No final de setembro, a MMX trocou conselheiros - a promessa de Eike Batista é de novos investidores na companhia, segundo Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A MMX tem capital aberto desde 2006, quando prometia multiplicar sua produção de minério de ferro, a 36 milhões de toneladas - número que nunca foi atingido. Nove anos depois a produção chegaria a zero. Hoje, a empresa não opera e nem emprega ninguém.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Esse tal de BDR

O mercado financeiro adora usar termos e siglas em inglês, talvez para tornar a coisa mais difícil do que realmente é. Nos últimos dias você já deve ter lido, inclusive aqui no Seu Dinheiro, sobre um tal de BDR. As três letras vêm de Brazilian Depositary Receipts. O quê? Calma, nós chegamos lá. O BDR é […]

As queridinhas

Tesla, Apple e Mercado Livre são os BDRs mais negociados no 1º dia de mercado aberto a todos os investidores

Empresas de tecnologia dominaram o primeiro dia de negociações liberadas a qualquer investidor, que teve volume superior à média

embalou

Ibovespa fica perto dos 102 mil pontos com disparada dos bancos e alta em NY; dólar cai abaixo do R$ 5,60

Papéis de Itaú, Banco do Brasil e Bradesco terminam sessão entre as cinco maiores altas do índice, que fechou perto da máxima; moeda americana recua 0,36% e juros sobem em dia de leilão do Tesouro e à espera de novidades fiscais. Lá fora, expectativa para estímulos alivia bolsas americanas

A novela continua

Casa Branca ainda vê ‘divergências significativas’ com democratas sobre estímulos

Kudlow disse que entre as divergências estão verba para Estados democratas em dificuldades e garantias contra processos para empresas na reabertura.

de olho no 3º tri

BofA vê espaço para que Notre Dame Intermédica siga crescendo e eleva preço-alvo

Bank of America vê espaço para que o GNDI continue ganhando mercado e aumente a sua presença em novas regiões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies