Menu
2020-09-24T08:10:40-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
DECOLANDO

CVC começa a ver retomada do turismo no Brasil

Vendas totais alcançaram 35% nas últimas semanas de setembro, acima dos 8% registrados em junho

24 de setembro de 2020
8:10
CVC
Imagem: Divulgação

Uma das principais prejudicadas pela crise de covid-19, a operadora de turismo CVC informou na quarta-feira à noite (23) que está observando uma retomada das viagens dentro do país, com aumento no número de reservas e de orçamentos solicitados pelos clientes.

Após as vendas ficarem próximas a zero entre abril e junho, com a pandemia forçando o fechamento de hotéis e cancelamento de voos, a empresa começou a registrar um aumento consistente das reservas desde o início de julho. Na primeira quinzena de setembro, as reservas atingiram 40% do valor do mesmo período de 2019.

De acordo com a CVC, enquanto as vendas totais em junho representaram somente 8% do volume reservado na comparação com o mesmo mês de 2019, em setembro, até a última semana, elas alcançaram 35%.

O maior crescimento foi visto na parte de lazer doméstico, com as reservas chegando a 45% do valor em relação à primeira quinzena do ano passado. A CVC disse que os orçamentos solicitados pelos clientes do segmento atingiram nas últimas semanas deste mês 85% do volume do mesmo período do ano anterior.

Ela informou ainda que 80% dos hotéis parceiros no Brasil estão reabertos. Considerando as reservas realizadas em setembro, a CVC atingiu um volume de 85% das diárias reservadas em 2019. Ainda assim, a empresa ampliou as opções de aluguéis de casas em regiões turísticas ou com baixa oferta hoteleira.

“A companhia está preparada para a retomada integral de suas operações, com 1.200 lojas abertas nesta data e equipes trabalhando remotamente”, diz trecho do comunicado.

Já os destinos internacionais apresentam recuperação mais lenta, porque a maioria dos países ainda não está permitindo a entrada de brasileiros.

Mesmo com os sinais de retomada, a expectativa é de que a situação volte à normalidade apenas em 2023, segundo o CEO da CVC, Leonel Andrade.

Finanças

A CVC comentou ainda sobre a sua situação financeira, informando que tem implementado com sucesso ações de redução de custos, de eficiência operacional e de proteção de caixa.

Com isto, de acordo com a empresa, os gastos recorrentes, que incluem itens como folha de pagamento, impostos e investimentos, foram de R$ 52 milhões por mês no segundo trimestre. A posição de caixa e equivalentes apurada nesta terça-feira (22) era de aproximadamente R$ 1,5 bilhão.

Sobre o endividamento, que é da ordem de R$ 2 bilhões, cerca de R$ 600 milhões vencem em novembro. A CVC informou que está avaliando alternativas de captação ou rolagem desse valor.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Agora vai?

MP da Eletrobras: relator mantém ‘jabutis’ e condiciona venda à compra de energia

No texto, Nascimento manteve a possibilidade de renovação antecipada da usina de Tucuruí, um dos maiores ativos da Eletronorte, e incluiu também a prorrogação da concessão da Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes para Furnas.

Cresce a fila

CBA, da Votorantim, registra pedido de IPO na CVM

A empresa, que afirma ser a única companhia integrada de alumínio do Brasil, pretende financiar seu crescimento orgânico e inorgânico com os recursos levantados na oferta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O quebra-cabeças do mercado e outros destaques

Recentemente, eu fui presenteado com um quebra-cabeças de duas mil peças. “Ah, isso vai ser moleza; é só montar as bordas e depois ir preenchendo aos poucos”, pensei eu. Nem preciso dizer que eu estava redondamente enganado: a mesa da cozinha está tomada por pequenas partes de uma paisagem bucólica. De vez em quando eu […]

FECHAMENTO

Ibovespa tem mais um dia de ‘mais do mesmo’ e fecha em leve alta, contrariando NY

Setores pesos-pesados seguraram o índice no azul. O movimento garantiu uma leve alta de 0,03%, mais uma vez deixando o índice na trave dos 123 mil pontos

Vem oferta por aí

Rede D’Or confirma a avaliação para a realização de um follow on

O anúncio foi feito após o jornal Valor Econômico revelar que a companhia prepara uma oferta de ações que pode chegar a R$ 5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies