Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-21T12:28:51-03:00
Estadão Conteúdo
Efeitos do coronavírus

Com pandemia, Peugeot registra queda anual de 16% em receitas no 1º trimestre

Números refletem suspensão de atividades nas fábricas e antecipam uma contração generalizada no mercado automotivo global

21 de abril de 2020
12:28
peugeot-logo-1920×1080
Imagem: Shutterstock

A Peugeot S.A. informou nesta terça-feira, 21, queda anual de 16% nas receitas do primeiro trimestre de 2020, que totalizaram 15,18 bilhões de euros. De acordo com a montadora, trata-se de uma consequência da pandemia de novo coronavírus, que levou à suspensão de atividades de fabricas. Os números antecipam uma contração generalizada no mercado automotivo global.

"Depois de garantir sua liquidez e reduzir drasticamente seus custos, o grupo agora se concentra totalmente em preparar a recuperação em um ambiente econômico caótico", disse Philippe de Rovira, diretor financeiro da PSE Groupe, empresa controladora da Peugeot.

A Peugeot reduziu suas perspectivas de mercado para o ano inteiro devido aos danos econômicos causados pelo coronavírus e agora espera uma queda de 25% no mercado automotivo na Europa, recuo de 10% na China, retração de 25% na América Latina e queda de 20% na Rússia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

De volta ao jogo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 6,25%

Renda fixa “voltou ao jogo”, mas ainda não dá para ficar rico. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

entrevista

BC briga para recuperar a credibilidade e poderia ter acelerado alta da Selic, diz economista-chefe da gestora Garde

Para Daniel Weeks, BC passou mais tempo do que o necessário com a sinalização de que manteria taxa de juros muito baixas; ele avalia que aumento poderia ter sido de 1,25 ponto e que discussão sobre fim do ciclo de ajustes ainda não acabou

Seu Dinheiro na sua noite

Seguindo a rota planejada

Decisão da Selic pelo Copom, juros nos Estados Unidos, dólar em alta e muitas outras notícias que mexeram com o mercado hoje

Vai mudar

Ultrapar (UGPA3): Marcos Lutz, ex-presidente da Cosan, assumirá como CEO em janeiro de 2022

Lutz já era membro do conselho de administração da Ultrapar (UGPA3) e, após o período como CEO, deve virar presidente do colegiado

Bota para subir

Após nova alta da Selic, FMI apoia aperto monetário adotado pelo Banco Central para combater inflação

Os diretores do órgão também aprovam o compromisso do BC intervenções limitadas para conter condições desordenadas de mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies