Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-12T07:44:00-03:00
Estadão Conteúdo
agora vai?

Com novo presidente em meio à crise do coronavírus, CVC tenta reagir

Com uma queda de 77% em suas ações desde novembro, a empresa mudou seu presidente e anunciou que prepara uma capitalização

12 de maio de 2020
7:43 - atualizado às 7:44
Leonel Andrade
Brasil, São Paulo, SP. 06/02/2014. Leonel Andrade, então presidente da Smiles posa para fotos durante entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. - Imagem: SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Atingida em cheio pela paralisação das atividades decorrente da pandemia da covid-19, a CVC vem enfrentando também o desafio de reconquistar a credibilidade do mercado e avançar em sua transformação digital para tentar sair da crise. Com uma queda de 77% em suas ações desde novembro, a empresa mudou seu presidente - que assumiu em meio à quarentena e ainda não deu expediente na sede da companhia - e anunciou que prepara uma capitalização.

A tormenta na CVC começou quando o balanço da empresa indicou um lucro menor do que o esperado entre julho e setembro de 2019. No dia seguinte à publicação do resultado, as ações da empresa caíram 14%. A situação se agravou com a pandemia e, ainda mais, com a informação, divulgada no início de março, de que a companhia cometeu erros contábeis que podem reduzir em R$ 250 milhões a receita líquida acumulada entre 2015 e 2019. A avaliação do mercado, dizem fontes, é que a gestão da CVC vinha apresentando problemas e, agora, precisa reverter o jogo justo no pior momento.

A decisão de mudar o comando da empresa foi anunciada após o problema contábil se tornar público. Ex-presidente da Smiles, da Credicard e da Losango, Leonel Andrade assumiu a companhia em abril, numa mudança bem recebida pelo mercado. Quando o nome do executivo foi anunciado, o Bradesco BBI destacou o papel de Andrade na transformação digital da Smiles, que se tornou "líder no uso de ferramentas e produtos digitais". O analista Richard Cathcart, que assinou o relatório, disse ainda que a indicação do executivo permitiria à CVC apresentar uma solução ao mercado diante dos problemas recentes, como a "resposta lenta" à quebra da Avianca Brasil e a descoberta dos erros contábeis.

A transformação digital - um processo muito atrasado na CVC, segundo fontes - é justamente o foco da companhia para crescer no pós-pandemia. Hoje, de acordo com Andrade, a empresa não tem condições de oferecer um produto a um consumidor com base em seu comportamento prévio. "O mundo digital não é só uma plataforma digital. O mais importante é oferecer uma viagem para Salvador a um cliente que sabemos que gosta de ir para o Nordeste, que prefere ir de ônibus e que gosta de hotéis de determinado estilo. Isso ainda não temos construído na CVC", diz.

Para chegar nesse ponto, porém, a companhia terá, antes, de atravessar a crise da pandemia, que resultou em uma queda de pouco mais de 85% em suas vendas. "Acredito que, se houver um crescimento agora, será marginal. A partir de junho, pode começar a voltar, mas sou conservador. Só no último trimestre do ano, vamos ter movimentos mais consistentes", acrescenta.

Andrade afirma que, mesmo com vendas muito baixas, a empresa tem caixa para sobreviver por pouco mais de um ano. Como vai queimar recursos nos próximos meses, a CVC decidiu fazer a capitalização. Segundo fontes, a intenção é levantar cerca de R$ 1 bilhão.

"Não basta sobreviver. Estamos trabalhando para tentar viver muito melhor quando a crise acabar. Por isso, lançamos o projeto de capitalização", diz Leonel, que acrescenta não saber qual o volume de recursos necessário para esse projeto. Com o capital, a empresa pretende, por exemplo, comprar diárias em hotéis a preços inferiores para revender quando a demanda retornar, garantindo margens maiores.

O consultor André Castellini, da Bain & Company, avalia que, apesar de o turismo ser um dos setores mais afetados pela crise, a CVC pode se beneficiar no futuro por ser forte no mercado doméstico, segmento que deve sofrer menos ou até se fortalecer com a debilidade esperada para o mercado internacional. Outro fator que pode ajudar a recuperação da companhia é a resiliência apresentada pelo turismo na crise passada, diz ele. "A CVC vai ter muita dificuldade neste ano, mas é um ativo com potencial para crescer, com custo fixo mais baixo que companhias aéreas."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies