Menu
2020-09-15T11:15:27-03:00
Estadão Conteúdo
negócio aprovado

Cade aprova venda de participação da Petrobras no Polo Pescada para OP Pescada

O valor da transação aprovada pelo Cade foi de US$ 1,5 milhão, conforme a Petrobras já havia anunciado em julho passado.

15 de setembro de 2020
11:15
Petrobras
Imagem: shutterstock

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a venda da participação da Petrobras no Polo Pescada para a OP Pescada Óleo e Gás, subsidiária da Ouro Preto Óleo e Gás. O Polo Pescada é formado pelos campos Pescada, Arabaiana e Dentão, que estão localizados nas águas rasas da Bacia Potiguar na Plataforma Continental do Estado do Rio Grande do Norte. O despacho da Superintendência-Geral do órgão com a decisão está publicado no Diário Oficial da União (DOU).

A OP Pescada já era sócia da petrolífera no polo: a empresa detinha 35% no consórcio, enquanto a Petrobras era majoritária com 65%.

O valor da transação aprovada pelo Cade foi de US$ 1,5 milhão, conforme a Petrobras já havia anunciado em julho passado.

"Essa operação está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em águas profundas e ultra profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos", disse a empresa.

Para a Ouro Preto, a operação está alinhada à estratégia de expansão das suas atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural por meio de operações de farm-in (aquisições parciais ou totais dos direitos de concessão detidos por uma empresa).

A produção média do Polo Pescada de janeiro a junho deste ano foi de aproximadamente 260 barris de óleo por dia (bpd) e 190 mil m3/dia de gás.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Caça às pendências

BNDES quer viabilizar privatização da Eletrobras e refazer leilão de bloco da CEDAE ainda este ano

Além disso, o banco de fomento trabalha em outros 120 projetos de desestatização que podem chegar a um investimento total de R$ 243 bilhões em obras

Oferta secundária à vista?

BNDES vai esperar o ‘melhor momento’ para vender ações da Copel

A BNDESPar, empresa de participações do banco, pretende se desfazer da fatia de 24% que possui das ações Copel

Mais uma para a lista

Mesmo com apoio de grandes investidores, Dotz interrompe processo de IPO

A empresa, que pretendia movimentar R$ 1,1 bilhão com a oferta, citou a atual condição do mercado de capitais brasileiro como o motivo por trás da desistência

Assunto do momento

5 pontos para entender a inflação americana – e o que isso tem a ver com o seu bolso

Só se fala em inflação em disparada nos Estados Unidos. Mas você sabe o que isso realmente significa?

Com ajuda da venda de ações

Lucro do BNDES cresce 78% e atinge R$ 9,8 bilhões no 1º trimestre

O Banco aproveitou o período próspero para antecipar um pagamento de R$ 38 bilhões e reduzir em 21% sua dívida com a União

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies