Menu
2020-10-26T19:18:04-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
MAIS POLÊMICA

B3 critica multa no acordo da Stone pela Linx

Penalidade também valeria caso os acionistas da Linx não aprovem saída da empresa do Novo Mercado, como quer a Stone

26 de outubro de 2020
11:42 - atualizado às 19:18
Linx
Imagem: Shutterstok

A controversa aquisição da Linx (LINX3) pela Stone continua dando pano para manga. Quem se envolveu desta vez foi a B3, que criticou a multa de R$ 112,5 milhões caso os acionistas da fabricante de softwares não aceitem a oferta da intermediadora de pagamentos exatamente do jeito que foi apresentada.

A Linx divulgou nesta segunda-feira (26) um ofício da operadora da bolsa dizendo que, embora a colocação de multas para resguardar as partes envolvidas na negociação de uma fusão ou aquisição não seja incomum, impor uma punição sobre a manifestação de manter ou não a companhia listada no Novo Mercado “é prejudicial à plena manifestação de vontade do acionista”.

A B3 determinou que a Linx tome as medidas cabíveis para garantir que seus acionistas discutam a proposta de sair de seu principal segmento de listagem “sem que lhes seja imposto qualquer tipo de ônus”, como é o caso da multa estabelecida no acordo de associação firmado com a Stone.

A Linx convocou para 17 de novembro a assembleia de acionistas que discutirá a proposta da Stone. O acordo proposto é envolto de polêmica, como o pagamento diferenciado ao trio de fundadores, que detém 14,41% do capital da Linx.

A multa também engessa a possibilidade de a Linx e seus acionistas buscarem outras ofertas. A Totvs é a principal concorrente da Stone. Sua oferta avalia a Linx em R$ 6,1 bilhões e não prevê pagamento adicional ao grupo de conselheiros.

A Stone fez duas propostas pela empresa, a última no total de R$ 6,28 bilhões, o equivalente a R$ 35,10 por ação. Esse é o valor que os acionistas irão receber caso a proposta seja aprovada em assembleia.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Entrevista

‘Desemprego alto e déficit público nos deixam cautelosos’, diz presidente da Whirlpool

CEO da fabricante das marcas Consul e Brastemp diz estar cauteloso para investir em produção e em relação à sustentabilidade da demanda, por conta de desemprego e da situação fiscal

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies