Menu
2020-10-23T14:27:49-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
MAIS UMA CONCESSÃO

Aegea vence novo leilão de saneamento, desta vez em Mato Grosso do Sul

Empresa terá a concessão dos serviços por 30 anos e deverá aplicar R$ 3,8 bilhões no saneamento básico do Estado

23 de outubro de 2020
14:27
Saneamento
Imagem: Shutterstock

A Aegea levou mais uma concessão de esgotamento de saneamento, vencendo nesta sexta-feira (23) o leilão da Parceria Público-Privada (PPP) da Sanesul, no Mato Grosso do Sul.

A empresa deixou outros três grupos para trás ao ofertar R$ 1,36 por metro cúbico de esgoto faturado, representando um deságio de 38,46% contra o preço máximo do edital, de R$ 2,21.

Este foi o terceiro leilão desde a sanção do marco do saneamento, em julho. Antes vieram os certames da Casal, na Região Metropolitana de Maceió (AL), em 30 de setembro. E, na terça-feira (20), a Aegea venceu o leilão para operar o serviço de esgotamento dos municípios de Cariacica e Viana, na região metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo. 

O ativo

A empresa terá a concessão dos serviços por 30 anos. Ela deverá aplicar R$ 3,8 bilhões no saneamento básico de Mato Grosso do Sul, entre investimento e operação, sendo R$ 1 bilhão em obras. Cerca de 1,7 milhão de pessoas serão beneficiadas. O projeto engloba 68 municípios, hoje atendidos pela Sanesul.

A PPP prevê a universalização da coleta e tratamento do esgoto nas 68 cidades sul-mato-grossenses atendidas pela empresa de saneamento em até dez anos. Hoje, essa cobertura é de quase 50%.

A lei diz que os prestadores de serviço têm até 2033 para garantir o atendimento de água potável a 99% da população e o de esgoto a 90% dos brasileiros. Há ainda a possibilidade de se postergar o prazo até 2040, desde que se comprove a inviabilidade técnica ou financeira do projeto.

A Aegea já era apontada como forte interessada, uma vez que está presente em Campo Grande e participou no Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) que deu origem ao certame desta sexta da Sanesul.

A empresa é controlada pela Equipav, grupo que detém participação em vários setores, como açúcar e álcool, mineração, engenharia e concessões de infraestrutura. Outros sócios de peso são o fundo soberano de Cingapura GIC e o Internacional Finance Corporation (IFC).

* Com informações da Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

de olho na agenda

Congresso sacramenta decisão de levar Orçamento para plenário e abre prazo para emendas

Cúpula do Legislativo tenta afastar o “fantasma” do shutdown; Se a LDO não for aprovada ainda neste ano, o governo fica sem autorização para realizar despesas básicas em janeiro, como salários e aposentadorias

em brasília

Mourão diz que parte dos assessores de Bolsonaro distorce fatos

Vice-presidente afirmou nesta sexta-feira que existe “certa incompreensão” no seu relacionamento com o chefe do Executivo

seu dinheiro na sua noite

Free Solo: Ibovespa escala para perto da marca histórica

Com imagens de tirar o fôlego, o extraordinário documentário Free Solo conta a preparação do alpinista Alex Honnold para chegar ao topo do El Capitan, uma parede rochosa com quase 1000 metros de altura. Detalhe: a escalada é feita sem equipamentos de segurança. O filme vencedor do Oscar está disponível no Disney Plus. Mas quem não é […]

Respiro

E-commerce fatura R$ 7,72 bilhões com Black Friday e Cyber Monday em 2020

O valor representa aumento de 27,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

fechamento dos mercados

Ibovespa engata 5ª semana seguida de alta com Petrobras, Vale e aéreas

Índice local de ações não tinha sequência tão longa de ganhos semanais desde dezembro de 2019; dólar mantém trajetória de queda e juros longos se descomprimem de novo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies