🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
setor afetado

Venda de veículos novos em março é a menor para o mês desde 2006

Foram 163,5 mil unidades vendidas, em soma que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, segundo balanço divulgado pela Fenabrave

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
2 de abril de 2020
14:37 - atualizado às 14:38
carro novo, carros em pátio de montadora
Imagem: Shutterstock

Afetadas pela pandemia do novo coronavírus, as concessionárias de veículos tiveram em março o menor volume de vendas para o mês desde 2006.

Foram 163,5 mil unidades vendidas, em soma que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (2) pela Fenabrave, federação que reúne as revendedoras espalhadas pelo País.

O número registrado em março, se comparado a igual mês do ano passado, representa queda de 21,8%. As vendas também caíram em relação a fevereiro - mês mais curto e que teve o feriado do carnaval - a uma taxa de 18,6%.

O tombo no terceiro mês do ano fez o resultado acumulado do ano aprofundar a piora do mercado, com retração de 8,1% - no primeiro bimestre, a contração havia sido de 1%. No trimestre, as vendas somaram 558 mil unidades. Apesar de março ter tido o menor resultado desde 2006, o trimestre não regrediu tanto e voltou a níveis de 2018.

A pandemia do coronavírus, que chegou ao Brasil no fim de fevereiro, começou a afetar a venda de veículos na segunda quinzena do março, em especial na última semana. Na primeira quinzena de março, a média diária da venda de veículos leves era de 10,2 mil unidades. No fechamento do mês, o ritmo diário caiu para 7 mil unidades.

O efeito começou a ser mais forte a partir do dia 24, quando o Estado de São Paulo, principal mercado consumidor de veículos, e a cidade do Rio de Janeiro, também um importante mercado, deram início a uma quarentena oficial, forçando as concessionárias a fecharem as portas, uma vez que não entram no grupo de serviços essenciais.

O resultado em março frustra a expectativa que o setor tinha de dar uma virada nas vendas em 2020. Em janeiro e fevereiro, o mercado foi prejudicado pela padronização das placas de veículos do Mercosul, que atrasou milhares de emplacamentos em São Paulo, e o feriado do carnaval, que este ano ocorreu em fevereiro - no ano passado foi em março. Em razão disso, o primeiro bimestre apresentava queda.

Antes da pandemia, os executivos esperavam que, em março, o mercado mostrasse números positivos, sem as distorções causadas pela mudança de placa e pelo carnaval, em linha com a projeção de crescimento de 9% para o ano todo, estimativa da Fenabrave. Agora, como não há previsão de fim da crise, espera-se que o ano seja mesmo de queda, mas ainda sem clareza sobre a magnitude do tombo.

Segmentos

As vendas de veículos leves, que representam 95% do mercado total, somaram 155,8 mil unidades em março, queda de 21,9% em relação a março do ano passado e de 19,1% na comparação com fevereiro. No trimestre, os emplacamentos totalizam 532,5 mil unidades, baixa de 8,1% ante igual intervalo de 2019.

Entre os pesados, os caminhões registraram 6,4 mil emplacamentos, retração de 15% em relação a março do ano passado e de 0,4% na comparação com fevereiro. Nos primeiros três meses do ano, foram vendidas 20,1 mil unidades, contração de 5,6% sobre o primeiro trimestre do ano passado.

No caso dos ônibus, as vendas atingiram 1,2 mil unidades no terceiro mês do ano, queda de 35,5% sobre o número de igual mês do ano passado e recuo de 29,6% na comparação com fevereiro. No trimestre, são 5,2 mil unidades vendidas, baixa de 14,5%.

*Com Estadão Conteúdo

Compartilhe

AUTOMÓVEIS

Guia do PCD: Novo teto aumenta as ofertas de veículos com desconto para pessoas com deficiência

25 de fevereiro de 2024 - 7:14

O Seu Dinheiro preparou um guia com tudo o que você precisa saber sobre o direito às isenções de impostos na compra de carros novos

REPERCUSSÃO GERAL

Motoristas da Uber vão virar funcionários? STF julga se ação sobre vínculo de trabalho pode ter impacto em outras plataformas como Ifood

23 de fevereiro de 2024 - 19:03

A maioria dos ministros do Supremo tem atendido a pedidos de empresas para reverter decisões da Justiça do Trabalho que reconheceram vínculo de emprego

LOTERIAS

7 apostas dividem a Lotofácil, mas nem todo mundo vai ganhar o valor cheio; Mega-Sena e Quina acumulam

23 de fevereiro de 2024 - 5:50

Enquanto a Lotofácil fez jus à fama de loteria menos difícil da Caixa, o prêmio da Mega-Sena saltou para R$ 110 milhões

DINHEIRO NO BOLSO

Receita abre consulta a lote residual do Imposto de Renda; veja se a sua restituição saiu

22 de fevereiro de 2024 - 16:06

Os valores do lote residual de restituição do Imposto de Renda ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil

LOTERIAS

13 dá azar ou sorte? Quina quebra jejum e faz novo milionário; Mega-Sena corre hoje valendo quase R$ 100 milhões

22 de fevereiro de 2024 - 5:54

Enquanto a Lotofácil acumulou, a Quina fez as vezes de “máquina de milionários”; confira os detalhes dos últimos sorteios

MEMÓRIA

Quem foi Affonso Celso Pastore, ex-presidente do BC e referência entre os economistas ortodoxos

21 de fevereiro de 2024 - 12:08

Da negociação da dívida externa nos anos 1980 à assessoria econômica na pré-candidatura de Sergio Moro, conheça a trajetória de Pastore

UMA FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATES

Noites do Terror com chocolate? O que a Cacau Show pretende com a compra do Playcenter

21 de fevereiro de 2024 - 9:36

Valor da compra do Grupo Playcenter pela Cacau Show não foi revelada; negócio ainda depende da aprovação do Cade

LOTERIAS

Parece tão fácil que quase estraga: 7 apostas dividem a Lotofácil; Mega-Sena e Quina acumulam ainda mais

21 de fevereiro de 2024 - 5:47

Enquanto a Lotofácil faz jus à fama de loteria menos difícil da Caixa, a Mega-Sena e a Quina continuam fazendo jogo duro

LOTERIAS

Lotofácil começa semana com 2 ‘quase-milionários’; Quina acumula e Mega-Sena promete uma fortuna hoje

20 de fevereiro de 2024 - 5:48

Ganhadores da Lotofácil estão separados por milhares de quilômetros; Mega-Sena está acumulada em R$ 87 milhões

PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

É MEI e está devendo para o banco ou para a Receita? Governo prepara ‘Desenrola’ para pequenas empresas que pode beneficiar 8 milhões de CNPJs

19 de fevereiro de 2024 - 17:32

A intenção é lançar até o mês que vem a versão para pessoas jurídicas do Desenrola Brasil

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies