Menu
2020-07-23T12:32:02-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
O tema da vez é reforma tributária

Bancos devem pagar mais imposto e ter lucro menor com reforma tributária

A Federação Nacional dos Bancos (Febraban), se pronunciou sobre o possível aumento da carga tributária sobre o setor e informou que a participação da carga no spread bancário será de 20,3%, contra 19,3%.

23 de julho de 2020
11:58 - atualizado às 12:32
Bancos - Itaú - Santander - Bradesco - Banco do Brasil
Imagem: Montagem Andrei Morais / Estadão Conteúdo / Shutterstock

Na terça-feira (21), o governo federal enviou ao Congresso a primeira parte da sua proposta de reforma do sistema tributário brasileiro. O projeto prevê a unicação dos impostos federais PIS e Cofins em um novo imposto aplicado sobre o consumo e serviços, batizado de Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS), com uma alíquota de 12% para empresas e de 5,8% para instituições financeiras.

Desde então, muito tem se especulado nas redes sociais sobre o impacto que a medida terá caso seja aprovada. Dentre o que vem sendo discutido, muito se fala sobre um eventual benefício ao setor bancário, já que pagariam menos impostos.

A realidade, no entanto, é diferente. A Federação Nacional dos Bancos (Febraban), em nota, já afirmou que a carga tributária do setor deve aumentar com a unificação da PIS/Cofins. Atualmente, os bancos pagam cerca de 4,65% correspondente às duas contribuições. Além disso, a participação da carga no spread bancário será de 20,3%, contra 19,3%.

O Credit Suisse colocou os números na ponta do lápis e estima que, no pior dos cenários, a aprovação da pauta e o aumento da alíquota para 5,8% teria um impacto no lucro dos bancos deve ser de 3,9% em 2021 e 2,8% no longo prazo. A projeção da instituição não leva em conta a exploração de mecanismos de compensação, como por exemplo empréstimos com taxas mais elevadas.

No mesmo relatório, o banco suíço destaca que a continuidade da agenda de reformas no país é positiva e que, no caso da reforma tributária, o alvo não é diretamente o setor financeiro.

Segundo a conta de outro banco suíço, o UBS, o total pago em impostos pelos bancos brasileiros pode se elevar em cerca de R$ 6 bilhões. Em 2019, R$ 24 bilhões foram recolhidos em forma de PIS/Cofins do setor no ano passado. Segundo os analistas, o impacto seria de R$ 1,3 bilhão para Bradesco e Itaú Unibanco e R$ 800 milhões para o Santander Brasil.

Por volta das 11h50, as ações do setor bancário caem em bloco.

TICKERNOMEPREÇOVARIAÇÃO
BBAS3Banco do Brasil ONR$ 34,64 -1,59%
BBDC3Bradesco ONR$ 20,90-1,14%
BBDC4Bradesco PNR$ 22,61 -0,96%
ITAUB4Itaú Unibanco ONR$ 26,61-1,70%
SANB11Santander Brasil UnitsR$ 29,22-1,78%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

A chance do Pão de Açúcar de focar no seu negócio principal

Nessa nova experiência de home office que muitos de nós estamos vivendo, parcial ou integralmente, um dos desafios é conseguir manter o foco durante todo o expediente. Algumas pessoas dizem conseguir se concentrar muito melhor trabalhando de casa, onde é mais silencioso e confortável. Outras, como eu, encontraram bastante dificuldade para não procrastinar e acabar […]

Falta só a sanção

Câmara aprova prorrogação do prazo de entrega do Imposto de Renda até 31 de julho

Além de dar mais 90 dias de prazo, o texto também limitou o pagamento do imposto a, no máximo, seis parcelas

FECHAMENTO

Ibovespa engata segunda alta consecutiva, mas tempo segue fechado em Brasília

O Orçamento segue empacado e a situação fiscal preocupa, mas NY e as commodities vieram para salvar o dia e fazer o Ibovespa fechar a sessão no azul

Clássicos repaginados

Hasbro se une à plataforma de games Roblox para lançar novos produtos

A gigante dos brinquedos anunciou uma série de itens das linhas Nerf e Monopoly em parceria com a novata Roblox

Bom momento

Construtoras apresentam prévias operacionais fortes, apesar de restrições por causa da pandemia

Apesar dos lançamentos fracos, Cyrela viu crescimento nas vendas líquidas em comparação ao mesmo período do ano anterior; Direcional e Moura Dubeux bateram recordes de vendas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies