🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Estadão Conteúdo
Dados atualizados

Produção industrial avança em 16 das 26 atividades em agosto ante julho, diz IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revisou o resultado da produção industrial em julho ante junho, de 8,0% para 8,3%

Imagem: shutterstock

O avanço de 3,2% na produção industrial em agosto ante julho foi resultado de altas em 16 dos 26 ramos pesquisados, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre as atividades, a influência mais relevante foi a de veículos automotores, com avanço de 19,2%, devido à continuidade do movimento de retorno à produção após a interrupção decorrente da pandemia da covid-19. O setor acumulou uma expansão de 901,6% em quatro meses consecutivos de crescimento, mas ainda opera 22,4% abaixo do patamar de fevereiro.

Outras contribuições positivas relevantes para a indústria em agosto foram de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (3,9%), indústrias extrativas (2,6%), produtos de borracha e de material plástico (5,8%), couro, artigos para viagem e calçados (14,9%), produtos de minerais não-metálicos (4,9%), produtos alimentícios (1,0%), confecção de artigos do vestuário e acessórios (11,5%), metalurgia (3,2%), produtos têxteis (9,1%) e produtos de metal (3,1%).

Na direção oposta, dos dez ramos com retração, as perdas mais relevantes ocorreram em produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-9,7%), perfumaria, sabões, produtos de limpeza e de higiene pessoal (-9,7%), outros produtos químicos (-1,8%) e bebidas (-2,5%).

Revisões

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revisou o resultado da produção industrial em julho ante junho, de 8,0% para 8,3%. A taxa de bens de capital de julho ante junho foi revista de 15,0% para 16,0%.

O resultado de bens intermediários em julho ante junho passou de 8,4% para 10,4%, enquanto a taxa de junho ante maio saiu de 6,0% para 5,2%.

A taxa de bens de consumo duráveis de julho ante junho passou de 42,0% para 37,0%. O resultado de junho ante maio saiu de 81,5% para 84,3%. A taxa de maio ante abril passou de 110,9% para 108,6%.

Nos bens de consumo semi e não duráveis, a taxa de julho ante junho saiu de 4,7% para 5,2%, e o resultado de junho ante maio saiu de 8,2% para 8,1%.

Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física.

Compartilhe

Mudanças climáticas

Investimento verde é coisa de gringo, mas isso é bom para nós: saiba quais são as apostas ESG do investidor global no Brasil

17 de maio de 2024 - 6:33

Saiba para quais segmentos e tipos de negócios o investidor global olha no Brasil, segundo Marina Cançado, idealizadora de evento que aproximará tubarões internacionais com enfoque ESG do mercado brasileiro

LOTERIAS

Mega-Sena e Quina decepcionam de novo, mas Lotofácil faz 2 meio-milionários — e eles apostaram de um jeito diferente

17 de maio de 2024 - 5:42

Nenhum dos ganhadores da Lotofácil apostou em uma casa lotérica; na Mega-Sena e na Quina, os prêmios acumulados têm oito dígitos

E VEM MAIS POR AÍ

Uma ajuda extra da Receita: lote de restituição do Imposto de Renda para o Rio Grande do Sul supera R$ 1,1 bilhão

16 de maio de 2024 - 19:46

Além de incluir os gaúchos no primeiro lote de restituição, a Receita promoverá medidas para ajudar o contribuinte do estado castigado pelas enchentes

LOTERIAS

Lotofácil faz 2 meio-milionários, Quina acumula de novo e Mega-Sena oferece prêmio turbinado

16 de maio de 2024 - 5:58

Lotofácil sai para uma aposta comum e para um apostador “teimoso”; concurso de final 5 turbina prêmio da Mega-Sena

LOTERIAS

Bolão fatura Lotofácil e faz 4 milionários de uma vez só; Mega-Sena acumula e prêmio dispara

15 de maio de 2024 - 6:02

A Lotofácil estava acumulada ontem, o que engordou o prêmio da “máquina de milionários”; Quina acumulou de novo

MULTIMERCADOS

Ex-colega de Campos Neto no BC, gestor da Itaú Asset aposta em Copom mais rígido com os cortes na Selic daqui para frente

14 de maio de 2024 - 19:58

Ex-diretor de política monetária do BC entre 2019 e 2023 — sob o comando de RCN —, o economista Bruno Serra revelou o que espera para os juros no Brasil

LANCE REVISADO

Ata do Copom mostra divisão mais sutil entre Campos Neto e diretores escolhidos por Lula

14 de maio de 2024 - 10:18

Divergência entre os diretores do Banco Central se concentrou no cumprimento do forward guidance, mas houve concordância sobre piora no cenário

DE OLHO NAS REDES

Adeus, Campos Neto: logo a presidência do Banco Central deve ir para as mãos de um indicado de Lula — “o telefone vermelho vai tocar”

13 de maio de 2024 - 18:06

Campos Neto logo deixará a presidência do Banco Central. Quais são os riscos de um indicado de Lula tomar o lugar?

PESQUISA FOCUS

Projeção para Selic volta a subir após bola dividida no Copom a poucos meses da saída de Campos Neto

13 de maio de 2024 - 10:59

Estimativa para Selic no fim de 2024 sobe pela segunda semana seguida na Focus depois de Campos Neto ter precisado desempatar votação

SAINDO DO VERMELHO

Desenrola para MEI começa amanhã — e aqui está tudo o que você precisa saber para renegociar dívidas no Descomplica Pequenos Negócios

12 de maio de 2024 - 16:00

Não há limite para os valores das dívidas, mas só será possível renegociar débitos não pagos até 23 de janeiro deste ano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar