Menu
2020-09-02T18:44:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
retomada econômica

Presidente do BC fala em alta do PIB maior que 4% em 2021

Campos Neto defendeu que recuperação da economia tem que ser inclusiva e sustentável em todos os lugares do mundo

2 de setembro de 2020
11:43 - atualizado às 18:44
roberto campos neto
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quarta-feira, 2, que, apesar da retração de 9,7% do PIB no segundo trimestre do ano, o resultado da economia brasileira no 3º trimestre será melhor.

"Estamos vendo a economia recuperar, os dados mais recentes - das últimas cinco semanas - mostram que estamos começando essa recuperação. Apesar da queda de 9,7% do PIB, a agricultura continuou tendo resultados positivo, e nunca parou", disse.

"Os serviços ficaram um pouco piores do que esperávamos, e a indústria veio dentro das expectativas", afirmou Campos Neto em participação no evento virtual "Emerging & Frontier Forum 2020", organizado pela Bloomberg.

Para 2021, Campos Neto repetiu que a expectativa é de um crescimento do PIB superior ao projetado. Ele ressaltou, porém, que o desempenho no próximo ano depende também do cenário externo. "Previmos uma redução do PIB em torno de 5% neste ano e uma recuperação superior a 4% em 2021", disse.

O presidente do BC afirmou ainda que na instituição há um grupo que reduziu a estimativa em 2020 e aumentou em 2021. "E temos outro grupo que projeta uma recuperação forte", disse.

Crescimento sustentável

Campos Neto defendeu que a recuperação da economia tem que ser inclusiva e sustentável em todos os lugares do mundo. "Vemos muitos países falando na criação de novos programas de renda, em investimentos sustentáveis do ponto de vista do meio ambiente, e em fomento ao desenvolvimento de novas tecnologias", afirmou.

No caso do Brasil, Campos Neto destacou a importância da inclusão na retomada, já que a pandemia afetou a renda dos mais pobres. "Também precisamos mostrar ao mundo que estamos comprometidos com a sustentabilidade", completou.

No cenário pós-pandemia, acrescentou o presidente do BC, será preciso definir qual será o papel do Brasil no novo comércio global. "As pessoas precisam comer, e nossa agricultura continua crescendo. A agricultura coloca o Brasil em diferente posição em relação a outros emergentes", concluiu.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

retomatada

Criação de empregos em agosto atinge melhor nível em nove anos

Segundo dados divulgados pelo Caged, 249.388 postos de trabalho com carteira assinada foram abertos no último mês

para substituir celso de mello

Indicação ao STF: Nome de Bolsonaro, Kassio Marques é discreto e bem avaliado

O desembargador, que tem 48 anos, se nomeado, poderá ficar na Corte até 2047

chefe do bc

Houve aumento da volatilidade e na proporção de minicontratos de dólar, diz Campos Neto

O chefe do Banco Central, no entanto, disse que “não é necessariamente uma relação de causa”

papéis com desconto

Raia Drogasil sobe forte com plano de expansão; veja o que dizem analistas

Papéis da rede de farmácias (RADL3) subiam 6,70%, a R$ 23,40, no início da tarde desta quarta; empresa anunciou plano de expansão e modernização das lojas

Dois meses de adiamento

Congresso cancela análise de vetos de Bolsonaro

Cancelamento prorroga a análise dos vetos às propostas de desoneração da folha salarial para 2021 e do novo marco legal do saneamento básico, entre outros itens polêmicos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements