Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-06T14:51:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
resultados das conversas

Opep+ não chega a acordo sobre oferta diante do coronavírus

comunicado da Opep diz que os países continuarão a fazer consultas para estabilizar o mercado. O texto não informa, contudo, nenhuma data para uma nova reunião do grupo

6 de março de 2020
14:50 - atualizado às 14:51
Plataforma de petróleo
Bacia - Imagem: Fábio Motta/Estadão Conteúdo

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) não chegaram a um acordo sobre como equilibrar a oferta global da commodity, diante do grave efeito do coronavírus para a demanda.

A Arábia Saudita não conseguiu persuadir a Rússia a se unir ao plano de cortes maior na produção, em reunião do grupo nesta sexta-feira em Viena, o que pode ser um sinal do fim da colaboração de quatro anos entre a Opep e dez aliados, entre estes a Rússia.

"Hoje é um dia a se lamentar", disse o ministro de Energia saudita, Abdulaziz bin Salman, na reunião, segundo fontes presentes. Já o secretário-geral da Opep, Mohammed Barkindo, afirmou a repórteres após o encontro que houve uma decisão para se manter conversas informais, inclusive ainda hoje, para tentar se chegar a um acordo.

Barkindo informou que há um consenso na Opep sobre um corte de 1,5 milhão de barris por dia (bpd) na produção de petróleo, que valeria a partir do segundo trimestre.

Ele disse que a Rússia está comprometida com uma declaração de cooperação entre as partes antes assinada "e quer mantê-la" e que autoridades do país agora farão consultas com companhias produtoras. "Estamos confiantes de que eles voltarão a bordo", disse.

"Não vamos tomar decisões unilaterais", afirmou ainda, ao ser questionado sobre uma eventual decisão da Opep se Moscou desistir da iniciativa.

Barkindo afirmou que não é possível saber o quanto o coronavírus afetará o mercado, nem por quanto tempo. "Nós avaliamos se podemos estender o acordo [atualmente em vigor, até março] de corte na oferta até o fim do ano, em patamar maior", comentou.

O comunicado da Opep diz que os países continuarão a fazer consultas para estabilizar o mercado. O texto não informa, contudo, nenhuma data para uma nova reunião do grupo.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mais uma empreitada

Do espaço para as fazendas: Elon Musk consegue licença para oferecer internet via satélite no Reino Unido

A Starlink, segundo informações do jornal Telegraph, quer chegar a regiões onde a cobertura por fibra e 5G não alcançam, e tem planos mais ambiciosos

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies