Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-01-17T20:10:16-03:00
Estadão Conteúdo
motor do crescimento

Moody’s: inflação, mercado de trabalho e crédito ajudam em recuperação do país

16 de janeiro de 2020
12:11 - atualizado às 20:10
Agência de classificação de risco Moody's
Agência espera inflação de 3,7% em 2020 e 3,8% em 2021, puxada para baixo por reajustes abaixo das médias históricas para o setor de serviços, em especial aluguel, serviços pessoais, energia e transportes públicosImagem: Shutterstock

A Moody's Investors Service vê recuperação do mercado de trabalho, inflação abaixo do centro da meta e retomada da oferta de crédito no Brasil em 2020, fatores que devem ajudar na retomada da economia do País. Em relatório, a agência de classificação de risco destaca a aceleração do consumo observada nos últimos meses de 2019 como motor do crescimento brasileiro neste ano.

"O crescimento das vendas do varejo acelerou nos últimos meses, com as vendas de veículos e materiais de construção, entre outros setores, a um ritmo mais rápido que o registrado no início da recuperação econômica", pontua Gersan Zurita, um dos vice-presidentes da Moody's.

A Moody's espera inflação de 3,7% em 2020 e 3,8% em 2021, puxada para baixo por reajustes abaixo das médias históricas para o setor de serviços, em especial aluguel, serviços pessoais, energia e transportes públicos. Por outro lado, reconhece o risco de que as carnes continuem pressionadas ao longo deste ano, como resultado da demanda asiática por proteína brasileira.

A aposta também é de que o desemprego vá começar a recuar em 2020, principalmente para os segmentos de renda mais baixa, com alta propensão ao consumo. As famílias de renda mais alta, com taxas de desemprego mais baixas, devem suportar o consumo de veículos e outros bens duráveis.

Para o crédito, a Moody's vê continuidade do aumento da demanda de consumidores, que atingiu pico em 2019. O afrouxamento das condições financeiras em 2020 deve impulsionar a aceleração do crescimento econômico apesar da leve alta da inadimplência no ano passado.

A agência de classificação de risco também espera ver alta no financiamento imobiliário, devido à baixa inflação e à taxa de juros em mínimas históricas que devem reduzir as taxas da modalidade. Com isso, o setor de construção civil deve crescer aproximadamente 10% até a metade de 2021, puxado pela demanda das famílias de média e alta renda.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

PROVENTO EM DÓLAR

Aura Minerals (AURA33) anuncia dividendos e programa de recompra de BDRs — veja o que muda para os acionistas

O pagamento chegará bem a tempo para o Natal dos investidores nacionais, mas para ter direito é preciso possuir os ativos em 9 de dezembro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa perto de perder os 100 mil pontos, Petrobras na mira de Paulo Guedes e outros destaques do dia

A dinâmica dos mercados globais nos últimos dias lembra muito os primeiros momentos de incerteza que marcaram o início da pandemia do coronavírus, no início de 2020. A covid-19 não é mais uma doença desconhecida e as vacinas já estão disponíveis no mercado, mas a desigualdade na distribuição de imunizantes e a recusa de muitos […]

FECHAMENTO DO DIA

Racha no Senado e chegada de ômicron aos Estados Unidos levam o Ibovespa a renovar as mínimas do ano (mais uma vez); dólar sobe

Embora o dia tenha começado positivo para o Ibovespa e as demais bolsas globais, a variante ômicron e a dificuldade de aprovar a PEC dos precatórios azedaram os negócios

CRYPTO NEWS

Aprenda com o bitcoin: não perca o timing com a próxima promessa cripto

O mercado de criptomoedas tem colocado alguns sorrisos nos rostos de quem vem investindo nessa classe de ativos

RECEITAS EM ALTA

Acredite se quiser! Governo pode ter primeiro superávit primário desde 2013 ainda neste ano

A notícia surpreende num momento em que um dos maiores temores do mercado financeiro é justamente o descontrole das contas públicas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies