Menu
2020-03-04T18:20:08-03:00
Estadão Conteúdo
Ainda otimista

Mesmo com coronavírus, previsão é crescimento acima de 2%, diz Guedes

Economia brasileira está acelerando, mesmo lentamente, à espera das reformas, disse ministro

4 de março de 2020
18:20
Paulo Guedes
Imagem: Edu Andrade/ASCOM/Ministério da Economia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira, 4, que a economia brasileira está acelerando, mesmo lentamente, à espera das reformas, e manteve a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano acima de 2%. "No segundo ano (de governo), a gente acha que é acima de 2%. Mesmo com o coronavírus", disse o ministro ao deixar a sede do ministério.

Guedes justificou a manutenção da previsão com o fato de o Brasil ter uma economia "relativamente fechada". "Então, é claro, quando o mundo todo estava crescendo, você estava com uma economia aberta e integrada, era uma grande vantagem. Se nós não pegamos o vento a favor, agora também o vento contra não vai", disse. "Se ela (economia) fosse extremamente aberta, o impacto ia ser muito maior. Como nós ficamos fechados, todo mundo cresceu, nós não crescemos tanto. Todo mundo desacelera, nós não vamos desacelerar tanto", acrescentou o ministro.

Na avaliação de Guedes, o mundo está em desaceleração sincronizada e o Brasil "está começando a reacelerar". "Nós temos nossa própria dinâmica. Nós temos que fazer, até em função da gravidade da crise lá fora, trabalhar mais forte, aprofundar as reformas e nós vamos acelerar nosso crescimento", disse. "O Brasil não é uma folha ao vento, ao sabor das ondas internacionais. O Brasil tem uma dinâmica própria de crescimento. Nós vamos fazer nossas reformas e nós vamos crescer."

Sobre o resultado do PIB de 2019, divulgado nesta quarta pelo IBGE, Guedes disse não ter entendido toda "comoção" em torno do resultado de crescimento de 1,1% no ano passado.

Segundo ele, essa era sua previsão no início do governo, que, no primeiro ano, a economia do País iria crescer 1%. "Saiu 1,1%, então, está dentro do previsto", afirmou.

Ele ainda comentou o resultado do segundo semestre do ano passado, que foi o melhor para o período desde 2013. O ministro destacou ainda o desempenho da economia no último trimestre de 2019 na comparação com igual período do ano anterior, que registrou crescimento de 1,7%. "Então, a economia está acelerando, lentamente, esperando as reformas. À medida que as reformas forem acontecendo, e elas vão ser implementadas, o Brasil vai reacelerando. Então, está tudo dentro do previsto", enfatizou. "Não tem porque desesperar. É 1%, é o que tinha dito que seria no primeiro ano. No segundo ano, a gente acha que é acima de 2%", reafirmou.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies