Menu
2020-09-24T13:36:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
De olho no e-commerce

Vinci Partners assina joint venture com Fulwood para desenvolver até R$ 1 bilhão em galpões logísticos

Recursos serão captados por fundo imobiliário inicialmente não negociado em bolsa; motivação é o desenvolvimento do e-commerce na pandemia

24 de setembro de 2020
13:36
fex03-imagem-02
Galpões logísticos novos - Imagem: Inversa

A Vinci Partners assinou uma joint venture com a Fulwood Condomínios Logísticos para desenvolver até R$ 1 bilhão em projetos de galpões logísticos.

Os recursos serão captados por um novo fundo de investimentos, que terá gestão da Vinci e consultoria imobiliária da Fulwood. Inicialmente, porém, o fundo não será listado em bolsa, como outros fundos imobiliários.

O fundo será destinado tanto para investidores locais quanto estrangeiros e focado na estratégia de ganho de capital por meio do desenvolvimento de projetos imobiliários de alto padrão (triple A) nos principais mercados logísticos do país

A Fulwood e a Vinci já têm identificados cinco projetos, que somam mais de 400 mil m² de ABL (área bruta locável).

Segundo as duas empresas, a estratégia para o desenvolvimento de galpões logísticos se apoia na crescente demanda por imóveis desse perfil em regiões próximas aos grandes polos econômicos para atender, principalmente, empresas de comércio eletrônico.

O e-commerce teve forte aceleração por conta da pandemia de covid-19 e, na visão da Vinci e da Fulwood, apresenta enorme potencial, diante da baixa penetração das vendas on-line de varejo no país, quando comparada a outros países.

Parceria não é nova

A parceria entre a Vinci e a Fulwood começou em 2018, com o investimento da Vinci nos primeiros ativos desenvolvidos pela Fulwood, por meio do fundo imobiliário Vinci Logística (VILG11), hoje com mas de R$ 1,3 bilhão de valor de mercado.

Não se trata, porém, de um fundo de desenvolvimento imobiliário. O VILG11, cujas cotas não negociadas em bolsa e acessíveis a pessoas físicas, é focado na aquisição de ativos maduros, imóveis já prontos.

A Fulwood tem um portfólio de mais de 750 mil m² de área construída, com galpões localizados nas regiões de São Paulo e Minas Gerais. Já a área de Real Estate da Vinci Partners é responsável pela gestão de mais de R$ 4 bilhões em fundos imobiliários listados em bolsa (VISC11, VILG11, VINO11 e VIFI11), além de estratégias de desenvolvimento.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Mais uma opção

Empresa protocola na Anvisa pedido para uso emergencial da Sputnik V

Neste domingo, Anvisa se reunirá para tratar de pedidos para uso de vacinas CoronaVac e a da AstraZeneca/Oxford

Seguro obrigatório

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela Caixa

Banco agora é o responsável pela gestão dos recursos do seguro e pelo pagamento das indenizações. A medida começa a valer a partir desta segunda-feira

Sinal verde

Bolsonaro não deve mais barrar a Huawei no leilão do 5G no Brasil

Segundo fontes do Palácio do Planalto e do setor de telecomunicações, o banimento da empresa chinesa provocaria um custo bilionário com a troca dos equipamentos

Impasse

Guedes monta operação ‘apara arestas’ para manter Brandão à frente do Banco do Brasil

Por enquanto, o presidente do BB está no “limbo” na avaliação de funcionários do próprio banco, sem uma manifestação pública do presidente e de Guedes

IPO

Espaçolaser pode arrecadar até R$ 3 bilhões em estreia na B3

Maior rede de clínicas de depilação do País lançou ontem sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies