Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-10-16T11:12:44-03:00
Estadão Conteúdo
Dragão da inflação

Inflação medida pelo IGP-10 sobe 3,20% em outubro e supera projeções

O resultado do IGP-10 ficou acima do teto das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam uma alta entre 1,72% e 3,02%

16 de outubro de 2020
11:12
inflação
Imagem: Shutterstock

O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) subiu 3,20% em outubro, após ter aumentado 4,34% em setembro, informou nesta sexta-feira, 16 a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado ficou acima do teto das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam uma alta entre 1,72% e 3,02%, com mediana positiva de 2,67%.

Leia também:

Quanto aos três indicadores que compõem o IGP-10 de outubro, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram alta de 4,06% no mês, ante uma elevação de 5,99% em setembro.

Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram aumento de 0,98% em outubro, após o avanço de 0,46% em setembro. Já o INCC-10, que mede os preços da construção civil, teve alta de 1,51% em outubro, depois de subir 0,80% em setembro.

O IGP-10 acumulou um aumento de 17,63% no ano. A taxa em 12 meses ficou positiva em 19,85%. O período de coleta de preços para o indicador de outubro foi do dia 11 de setembro a 10 deste mês.

O que pressionou no IGP-10

A alta no custo das passagens aéreas e dos alimentos acelerou a inflação ao consumidor dentro do IGP-10 de outubro. Cinco das oito classes de despesa do IPC-10 registraram taxas de variação mais elevadas, com destaque para o grupo Educação, Leitura e Recreação, que passou de 0,38% em setembro para 4,11% em outubro. A passagem aérea saltou de 6,97% para 54,11% no período.

Os demais acréscimos ocorreram nas taxas de variação dos grupos Alimentação (de 0,99% para 2,10%), Saúde e Cuidados Pessoais (de -0,34% para 0,07%), Vestuário (de -0,35% para 0,11%) e Comunicação (de 0,01% para 0,06%).

As maiores influências partiram dos itens:

  • hortaliças e legumes (de -4,84% para 2,01%),
  • plano e seguro de saúde (de -2,40% para 0,00%)
  • roupas (de -0,48% para 0,12%)
  • tarifa de telefone residencial (de 0,03% para 1,06%)

O que caiu

Na direção oposta, as taxas foram mais baixas nos grupos Transportes (de 0,91% para 0,43%), Habitação (de 0,50% para 0,40%) e Despesas Diversas (de 0,30% para 0,20%), sob a contribuição de itens como a gasolina (de 2,83% para 0,76%), tarifa de eletricidade residencial (de 0,72% para 0,19%) e serviços bancários (de 0,20% para 0,13%).

IPAs

Os preços agropecuários, medidos pelo IPA Agrícola, subiram 8,26% no atacado em outubro, após um avanço de 8,78% em setembro, dentro do IGP-10, informou a FGV. Já os preços dos produtos industriais - mensurados pelo IPA Industrial - tiveram alta de 2,44% este mês, depois da elevação de 4,95% no atacado em setembro.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 2,66% em outubro, ante uma elevação de 2,56% em setembro.

Os preços dos bens intermediários subiram 3,40% em outubro, após alta de 3,63% no mês anterior. Já os preços das matérias-primas brutas subiram 5,77% em outubro, depois da elevação de 11,17% em setembro.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PROMESSA DESCUMPRIDA

Reforma administrativa não sai antes das eleições, admite relator da proposta na Câmara

O deputado Arthur Maia afirmou que faltou empenho do executivo para garantir que o texto fosse aprovado no Congresso

FOGUETE SEM FREIO

Boeing tropeça e SpaceX, de Elon Musk, garante mais três viagens tripuladas com a Nasa

O plano original era alternar missões com as duas empresas, mas o Starliner, foguete da Boeing, deve ficar impedido de voar até 2023

ALÍVIO NO BOLSO

Sem dizer quanto, Bolsonaro promete que Petrobras (PETR4) anunciará redução no preço dos combustíveis nesta semana

O presidente, que é um dos críticos mais ferrenhos da política de preços da estatal, afirmou que a queda deve seguir por algumas semanas

INVESTIDORES ATENTOS

4 fatos que mexem com o Ibovespa na próxima semana — incluindo Copom e IPO do Nubank

O principal índice acionário brasileiro terá um calendário cheio de eventos e dados econômicos para digerir ao longo dos próximos dias

Alívio no Orçamento

Com receita acima do esperado, Economia reduz estimativa de rombo nas contas públicas em 2022

Considerando todo o setor público, o que inclui Estados e Municípios, as novas projeções da pasta preveem até mesmo um saldo positivo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies