2020-03-03T11:29:11-03:00
Estadão Conteúdo
Empréstimos

Governo da França vai oferecer ajuda a empresas afetadas por coronavírus

Governo da França vai ajudar empresas afetadas pela epidemia do coronavírus a obter novos empréstimos bancários e permitir que o pagamento de dívidas tributárias seja adiado

3 de março de 2020
11:29
Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus (Covid-19) no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão
Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão - Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

O governo da França vai ajudar empresas afetadas pela epidemia do coronavírus a obter novos empréstimos bancários e permitir que o pagamento de dívidas tributárias seja adiado, anunciou o ministro de Finanças do país, Bruno Le Maire, nesta terça-feira.

O banco de investimento estatal BPI vai garantir empréstimos do Tesouro para empresas que estejam enfrentando dificuldades em função do surto.

"Nossa responsabilidade é garantir o que o impacto seja tão limitado quanto possível, e que a economia possa, então, acelerar nas melhores condições possíveis", afirmou Le Maire.

Le Maire e outros ministros de finanças do G7 participaram hoje de uma teleconferência para discutir os riscos do vírus e possíveis medidas.

O ministro francês disse esperar que o impacto econômico do coronavírus seja bem mais significativo que a queda de 0,1 porcentual no Produto Interno Bruto (PIB) que ele havia inicialmente estimado, quando a epidemia se limitava à China.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Até esta segunda-feira, a França havia registrado 191 casos de coronavírus, que resultaram em três mortes.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

MUDANDO A RECOMENDAÇÃO

Itaú BBA vê Gerdau (GGBR4) como ação defensiva, mas a siderúrgica que pode subir mais de 50% é outra; confira as apostas do banco

A queda de mais de 39% das ações da Usiminas abriram um bom ponto de entrada, segundo os analistas do Itaú BBA

Análise SD

Jogou a toalha? Azul (AZUL4) critica plano de recuperação da LATAM e dá a entender que não vai aumentar a proposta

A Latam pretende injetar mais de US$ 8 bi com as medidas de seu plano de recuperação judicial, cifra superior à proposta pela Azul (AZUL4)

bitcoin (BTC) hoje

Alívio com variante da covid-19 chega primeiro ao mercado de criptomoedas e bitcoin (BTC) volta aos US$ 57 mil

O mercado de criptomoedas, que não para nunca, sentiu o alívio ainda no final do sábado (27) e segue em alta hoje

Radiocash

“Esses 4 milhões de pessoas na Bolsa vieram para ficar”, diz Gustavo Cerbasi

Com 16 livros publicados e 1,5 milhão de seguidores no Instagram, o ex-professor universitário encara com cautela a fama, e rejeita alguns rótulos

Ao acionista com carinho

Ação da Petrobras (PETR4) pode render 100% só em dividendos nos próximos cinco anos

Relação ‘risco-recompensa’ é como comparar um formigueiro ao Everest, avalia o UBS