Menu
2020-03-19T06:20:50-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
PROJEÇÕES

Goldman Sachs corta projeção de alta para PIB no Brasil e agora prevê recuo de 0,9% em 2020

Os especialistas do banco agora esperam que o Copom corte em 0,75 ponto percentual na reunião de hoje. Com isso, a Selic iria para 3,50% ao ano

18 de março de 2020
17:46 - atualizado às 6:20
Touros e Ursos CAPA – PIB
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Seguindo o movimento de outros bancos internacionais, o Goldman Sachs cortou hoje (18) a projeção de alta de 1,5% para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e agora espera contração de 0,9% para o indicador em 2020.

Em relatório, os analistas Alberto Ramos, Paulo Mateus, Tiago Severo e Gabriel Fritsch destacaram que a combinação de fatores como: queda da demanda externa por bens e serviços; piora das trocas comerciais; condições significativas de aperto financeiro do ponto de vista doméstico, além dos impactos causados pela rápida escala de propagação do coronavírus e implementação de medidas políticas para lidar com o vírus levaram à revisão do PIB neste ano.

No documento, os especialistas revisaram também as projeções de crescimento de mais países, como México (-1,6%), Argentina (-2,5%), Chile (-0,5%) e Equador (-2,7%), além de Colômbia e Peru em que o crescimento do PIB deve ser zero.

Os analistas também pontuaram que os recentes desdobramentos domésticos e externos fizeram com que eles rebaixassem o PIB na América Latina, como um todo. Agora, eles esperam contração de 1,2% em 2020.

"Nós agora estamos prevendo uma recessão. Isso assumindo que o impacto negativo do vírus tenha o seu pico no segundo trimestre de 2020 e que a atividade vá sendo retomada gradativamente no segundo semestre deste ano, com uma melhora notável no cenário", destacaram no documento.

Corte da Selic

Além de comentar sobre o PIB brasileiro, os quatro especialistas agora esperam que o Copom corte a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual na reunião de hoje. Com isso, a Selic iria para 3,50% ao ano.

Mas, segundo eles, o ideal é que depois desse corte, o BC optasse por não fazer mais cortes adicionais na taxa básica de juros neste ano.

Em sua justificativa, eles disseram que os movimentos recentes levem os bancos centrais a afrouxar a política monetária, mesmo que isso aumente o prêmio de risco, intensifique a pressão sobre a depreciação do real e crie acordos comerciais potencialmente desfavoráveis para calibrar políticas.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

termômetro

Tesla, Robinhood e GM: as apostas do bilionário Jorge Paulo Lemann

Empresário brasileiro respondeu quais seriam os investimentos de curto e longo prazo, em uma espécie de termômetro sobre a confiança em torno do negócio

escolha da CEO

Criptomeme bilionário, $moda$ de Hering e Arezzo, aposta contra o BC… veja o que bombou na semana no Seu Dinheiro

Você apostaria contra o Banco Central do Brasil?  Não falo de apostas mequetrefes com a turma do escritório, do tipo “quem perder paga uma rodada”.  Estou falando de colocar o seu patrimônio em investimentos que podem dar retornos altos se o BC estiver errado. Pois é justamente o que defende Rogério Xavier, da SPX Capital, um […]

empresa de porto alegre

Startup Zenvia entra com pedido de IPO na Nasdaq

Empresa quer levantar até US$ 100 milhões; oferta terá seus recursos destinados para pagar o montante utilizado na aquisição da startup D1, entre outros

LDO

LDO de 2022 prevê ‘vacinas’ contra manobras do Orçamento

Proposta exclui a possibilidade de indicação das emendas de relator e proíbe o Congresso de subestimar despesas obrigatórias sem aval do Executivo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies