Menu
2020-03-03T17:15:47-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
PIB e Selic menores

Goldman Sachs corta projeção de PIB e Selic com efeito-coronavírus

Goldman Sachs revisou a sua projeção para crescimento do PIB do Brasil de 2,2% para 1,5%, de acordo com relatório do banco divulgado nesta terça-feira

3 de março de 2020
17:00 - atualizado às 17:15
mascara_coronavirus_galeao_abr_29022000123
Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus (Covid-19) no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão - Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Goldman Sachs revisou a sua projeção para crescimento do PIB do Brasil de 2,2%% para 1,5%, de acordo com relatório do banco divulgado nesta terça-feira, assinado pelo economista Alberto Ramos. 

As razões do corte são a expectativa de impactos negativos do surto do novo coronavírus na atividade econômica global e o aperto nas condições financeiras disparado pela elevação do prêmio de risco, segundo o Goldman.

"Nossa cenário-base para macroeconomia global implica um severo declínio no PIB do 1T da China, uma moderada disrupção na cadeia global de produção e um nível intermediário de surto viral global", diz o relatório, que aponta ainda que a exposição do Brasil às commodities do país asiático é alta, como a absoluta maioria dos países sul-americanos. No cenário-base do banco, o crescimento global será de 2%, abaixo da projeção anterior, de 3%.

No Brasil, o Goldman reconheceu que a atividade arrefeceu no fim de 2019 e que indicadores do início de 2020 apontaram um crescimento menor. No geral, o país está exposto aos preços de commodities e menos exposto à disrupção nas cadeias globais de produção, diz o banco.

O Goldman também revisou a projeção para Selic ao fim de 2020, de 4,25% para 3,75%, mencionando uma chance de 40% de um corte de 0,25 ponto percentual (pp) na próxima reunião do Copom, a ser realizada nos dias 17 e 18 de março. Segundo o Goldman, haverá 2 cortes de 0,25pp da taxa básica de juros.

O Goldman também destacou que "o real não tem tido boa performance por algum tempo (o que reflete o carry menor da moeda) e que a autoridade monetária tem intervindo no mercado de câmbio para ssutentar a moeda".

Dada a "extraordinária incerteza" no cenário atual, o banco também informou que suas projeções poderão ser revisadas em um momento posterior.

Mais cedo, o Federal Reserve, banco central americano, cortou em 0,5pp o juro básico americano, em uma decisão extraordinária, o que não ocorria desde 2008.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

o pior já passou?

Petrobras tem prejuízo de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre, melhor do que o esperado

Analistas esperavam prejuízo de R$ 4,15 bilhões; após baixa com a pandemia, estatal aumentou a participação de mercado e manteve um patamar alto de exportações

Balanço

Bradesco supera projeções e tem lucro de R$ 5 bilhões no terceiro trimestre

O resultado do segundo maior banco privado brasileiro ainda é 23,1% menor que o do mesmo período de 2019, mas representa um avanço de 29,9% no trimestre

de olho na retomada

Para secretário, inflação não preocupa, é problema concentrado e transitório

Adolfo Sachsida reafirmou que a regra do teto de gastos será respeitada pelo governo

manutenção

Banco Central mantém Selic em 2% ao ano e continua a indicar juros parados no futuro

Apesar de deterioração do ambiente de reformas e alta da inflação no curto prazo, BC ainda não avalia necessidade de alta de juros. Um novo corte, no entanto, é difícil. Enquanto isso, mensagem sobre risco fiscal ganha força, segundo economista

NOS EUA

Queda das bolsas poderia levar Trump a negociar pacote, diz Nancy Pelosi

Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos voltou a demonstrar otimismo sobre a perspectiva de mais estímulos fiscais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies