Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-27T18:01:22-03:00
Estadão Conteúdo
Enchentes

Chuvas de fevereiro dão prejuízo de R$ 203 milhões ao comércio do sudeste, diz CNC

Mais da metade do rombo foi concentrado no Estado de São Paulo

27 de fevereiro de 2020
18:01
enchente
Imagem: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

Os temporais que alagaram as ruas de diferentes cidades do Sudeste em fevereiro provocaram um prejuízo de R$ 203 milhões para o varejo na região, segundo um estudo produzido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Mais da metade do rombo foi concentrado no Estado de São Paulo, onde a perda de mercadorias, a ausência de consumidores e o fechamento de estabelecimentos inviabilizaram R$ 122,9 milhões em vendas.

As tempestades provocaram ainda uma perda de R$ 46,4 milhões no comércio do Rio de Janeiro. Em Minas Gerais, o varejo local deixou de faturar R$ 34,2 milhões.

De acordo com a CNC, as chuvas fortes afetam o comércio por prejudicarem tanto o acesso dos clientes quanto o funcionamento dos estabelecimentos.

"São dois fatores aí. As perdas de mercadorias e queda na circulação por conta dos alagamentos", explicou Fabio Bentes, o economista responsável pelo estudo.

O prejuízo corresponde a um mês de crescimento perdido, disse o economista.

Ele cruzou as informações das séries pluviométricas com as vendas do varejo em meses atipicamente chuvosos.

A perda corresponde a cerca de 0,5% do faturamento do varejo no período, que foi a taxa média de crescimento das vendas nos últimos sete meses, explicou Fabio Bentes.

A CNC aponta que a capital paulista foi a cidade do Sudeste com maior volume de chuvas em fevereiro, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), com precipitação 41% acima da média de chuva para o mês.

Na cidade do Rio, 24 dos 33 pontos monitorados pela Prefeitura acumularam mais de 200 milímetros de chuva nos dias observados. Em Belo Horizonte, o mês de fevereiro foi o mais chuvoso em 16 anos.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

Ibovespa recupera mais um degrau – e outros destaques do dia

Os monstros que assombravam o mercado financeiro no começo da semana foram ficando mais dóceis e domesticados com o passar dos dias. E isso graças à atuação dos bancos centrais ao redor do mundo. O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) segue injetando bilhões de dólares na economia para minimizar os impactos […]

RH do governo

Reforma administrativa deslanchou? Confira destaques do texto-base aprovado em comissão da Câmara

A proposta traz alguns pontos polêmicos, como a possibilidade de parcerias entre governo e iniciativa privada para a execução de serviços públicos

fique de olho

Dividendos: Equatorial Pará (EQPA3) define data e Marfrig (MRFG3) altera valor

Além disso, Equatorial Maranhão definiu data do pagamento dos proventos e Banco Modal definiu valores para juros sobre capital próprio; confira

Eletrobras, Correios e mais

Ativos na mesa: nova proposta para precatórios pode incluir ações de estatais em acordos de pagamento

Além das estatais, na lista de ativos que poderiam entrar na negociação estão imóveis, barris de petróleo do pré-sal e concessões de rodovias e ferrovias, por exemplo

fala, vale

Vale (VALE3): a receita para a queda das ações, segundo a própria empresa

Empresa teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies