Menu
2020-03-03T16:48:13-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
URGENTE

Banco central dos EUA faz corte de juros surpresa de 0,50 ponto diante do coronavírus

A decisão surpresa do BC norte-americano acontece depois da forte queda do mercado de ações na semana passada diante do agravamento do surto do coronavírus no mundo

3 de março de 2020
12:10 - atualizado às 16:48
coronavírus
Em reunião extraordinária, Fed decide reduzir taxa para um intervalo de 1% a 1,25% ao ano; mercados reagem instantaneamenteImagem: Shutterstock

O Federal Reserve (Fed, Banco Central dos Estados Unidos) nem sequer esperou a próxima reunião para reagir aos efeitos do coronavírus na economia e anunciou um corte extraordinário de 0,50 ponto na taxa de juros, para um intervalo de 1% a 1,25% ao ano.

Como esperado, o mercado financeiro reagiu instantaneamente. O Ibovespa virou após a notícia e passou a subir. Mas o alívio durou pouco e na parte da tarde as bolsas passaram a operar em queda expressiva. Leia nossa cobertura completa de mercados.

A decisão surpresa do BC norte-americano acontece depois da forte queda do mercado de ações na semana passada diante do agravamento do surto do coronavírus no mundo. O grande receio dos investidores que é o de que a doença empurre a economia global para uma recessão.

"Os fundamentos da economia dos EUA continuam fortes. No entanto, o coronavírus apresenta riscos crescentes para a atividade econômica", informou o Fed, no comunicado em que anunciou a decisão.

A próxima reunião do Fed estava prevista apenas para o dia 18 de março, mesma data, aliás, em que acontece o encontro do Banco Central brasileiro que decide a taxa básica de juros (Selic).

A última vez que o BC norte-americano havia cortado os juros de forma extraordinária foi em outubro de 2008, no auge do terremoto financeiro provocado pela crise do mercado imobiliário subprime. O Fed também tomou decisões fora dos encontros previstos em momentos como os atentados terroristas de setembro de 2001 e na crise da Rússia, em 1998.

Além de reduzir os juros, o Fed informou que vai continuar adquirindo títulos do Tesouro dos EUA pelo menos até o segundo trimestre de 2020, a fim de manter as reservas em níveis iguais ou acima do nível de setembro do ano passado.

*Este conteúdo está em atualização.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

fique de olho

Telefônica Brasil paga R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Valor tem retenção de imposto de renda na fonte, à alíquota de 15%, resultando no montante líquido de R$ 535,5 milhões, com base no balanço patrimonial de 31 de maio de 2021

seu dinheiro na sua noite

A escalada dos juros e o impacto nos seus investimentos

Os horizontes do atual ciclo de escalada dos juros no Brasil já começam a ficar mais claros, assim como os contornos da política monetária americana.  Hoje os investidores trataram de se ajustar aos sinais enviados pelos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos na “Super Quarta” de ontem. O mercado de juros rumou para […]

ampliando o portfólio

JBS conclui a aquisição de empresa de produtos à base de plantas Vivera na Europa

Transação inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento localizados na Holanda.

atenção, acionista

Vale anuncia pagamento de dividendos; confira os valores

Segundo a mineradora, será considerada a posição acionária de 23 de junho de 2021; empresa passa por bom momento

retomada

Produção de aço cresce 20,3% de janeiro a maio

De janeiro a maio, as vendas internas foram de 10 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 46,4% quando comparada com o apurado em igual período do ano anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies