Menu
Ruy Hungria
Sextou com o Ruy
Ruy Hungria
É formado em Física e especialista em bolsa e opções na Empiricus
2020-05-07T14:13:27-03:00
DÚVIDA FREQUENTE

O que fazer com o seu dinheiro quando ninguém tem ideia do que vai acontecer no futuro

Warren Buffett, simplesmente o maior investidor de todos os tempos, não teve o menor constrangimento em dizer “eu não sei” sobre o que esperar desta crise. Mesmo assim, você pode definir uma estratégia para colher os frutos da sua própria ignorância.

8 de maio de 2020
5:50 - atualizado às 14:13
dólar
Imagem: Shutterstock

Se você está perdido(a) nessas últimas semanas, com mais dúvidas do que certezas sobre como, quando e como sairemos da quarentena, e como as nossas vidas e investimentos serão afetados, não se preocupe. Saiba que você está em ótima companhia.

Enquanto uma penca de gurus de investimentos têm cravado nas redes sociais que "as ações estão baratíssimas depois da queda" e que "essa é a oportunidade do século para comprar ações", dois dos maiores investidores de todos os tempos mostraram que você não está errado em estar com um pé atrás nesse momento.

Eu não sei

Warren Buffett, simplesmente o maior investidor de todos os tempos, não teve o menor constrangimento em dizer "eu não sei" várias vezes durante a conferência  anual da Berkshire Hathaway, que, aconteceu no último sábado (2).

"Eu não sei, e acredito que ninguém saiba, o que acontecerá com os mercados amanhã"; "Eu não sei quais são as consequências de se fechar a economia norte-americana"; "Eu não sei se daqui a três ou quatro anos as pessoas vão voltar a voar como no ano passado" foram apenas algumas vezes em que Buffett admitiu  a sua ignorância com relação aos efeitos da pandemia sobre o mercado e sobre o hábito das pessoas. 

Mais do que o sucesso como investidor, o que eu mais invejo em Buffett é a capacidade de ele se blindar das vaidades mundanas.

Em uma era na qual todos parecem ter se tornado especialistas em infectologia, política e economia, formados com honras na conceituadíssima U.W. (Universidade do Whatsapp), a maior lição que eu pude aproveitar na conferência da Berkshire é de que você não precisa ter uma opinião formada sobre tudo. Você não será pior por causa disso.

Existem os que sabem que não sabem, e os que acham que sabem. Esteja feliz em fazer parte do primeiro grupo. Fuja dos que se encaixam no segundo.

Ninguém sabe

O coro de Warren Buffett se junta ao do não menos genial Howard Marks (cujo livro, inclusive, já fora sugerido pelo Richard Camargo).

Marks fechou uma de suas cartas escritas em março dizendo:

'Comprar, vender ou segurar? Eu acho "OK" fazer algumas comprinhas (...) Mas ninguém pode dizer para você que essa é A HORA de investir. Ninguém sabe'. [MTG1] 

Ou seja, é verdade que a derrocada do mercado no mês de março trouxe algumas oportunidades com potencial de retorno bastante atrativo.

Mas isso não quer dizer que você deve ir para o tudo ou nada. Essas oportunidades devem ser aproveitadas com uma pequena parcela do seu capital. Uma grana que esteja sobrando e que você tem certeza que não lhe fará falta no curto prazo.

Como nos ensinaram dois dos maiores investidores do mundo, não sabemos o que acontecerá com os mercados daqui a uma semana, um mês, ou um ano.

Ter uma boa quantia em caixa neste momento (como os 30% que Buffett mantém na Berkshire Hathaway) nos ajudará a aproveitar ótimas oportunidades que podem surgir pela frente caso o mercado volte a despencar. Estaremos preparados para colher os frutos de ter reconhecido a nossa própria ignorância.


Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Novos tempos

Alvo de Bolsonaro, home office avança no setor público

Bolsonaro usou trabalho remoto para atacar presidente da Petrobras

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Acordo confirmado

Notre Dame Intermédica e Hapvida chegam a acordo para combinação de negócios

Ações da Notre Dame serão incorporadas pela Hapvida; acordo resultará em uma das maiores empresas de saúde do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies