Menu
Richard Camargo
Aposente-se aos 40 (ou o quanto antes)
Richard Camargo
Formado em Economia pela Universidade de São Paulo, Richard trabalhou por 5 anos na área tecnológica até chegar na Empiricus.
2020-04-03T17:39:39-03:00
LIÇÕES PARA O SEU DINHEIRO

Recomendações de leitura para um investidor em quarentena

Três livros para você sobreviver ao isolamento e sair deste furacão como um investidor ainda melhor.

5 de abril de 2020
5:50 - atualizado às 17:39
indicação de livro sobre finanças
Livros sobre finanças - Imagem: Shutterstock

Olá, seja bem-vindo ao nosso papo de domingo sobre aposentadoria FIRE (Financial Independence, Retire Early). Atendendo aos pedidos dos leitores desta coluna, hoje trago recomendações de leitura. Três livros para você sobreviver ao lockdown e sair deste furacão como um investidor ainda melhor. 

Sem enrolação, vamos à lista.

#1 - O investidor cleptomaníaco

Um dos melhores livros sobre investimento que li até hoje chama-se O jeito Peter Lynch de Investir.

Em pouco mais de 350 páginas, Lynch - ex gestor do lendário Magellan Fund - elenca todos os seus princípios para análise de ações. 

Pode ficar tranquilo, pois Peter não escreveu esse livro para banqueiros e PhDs em finanças. Eles não entenderiam.

O livro foi escrito numa linguagem simples, em que Lynch analisa a essência daquilo que importa de verdade no mercado de ações: a qualidade do business, os prospectos de longo prazo e as pegadinhas que podem aparecer no meio do caminho.

E por que cleptomaníaco? 

Porque Peter Lynch ignorou todos os mandamentos das finanças clássicas ao gerir seu Magellan Fund. 

Ao invés do clássico portfólio de 15 a 20 ações bem diversificadas, Lynch chegou a carregar mais de 1000 ações diferentes ao mesmo tempo, numa busca implacável pelas suas adoradas “ten-baggers” - aquelas empresas com potencial de se multiplicar por 10 vezes.  

Ele simplesmente não resistia a uma empresa promissora. 

E se você pensa que uma ten-bagger precisa ser uma empresa descolada, disruptiva e com um CEO cujos cabelos caem até os ombros, então você realmente precisa ler O jeito Peter Lynch de investir

Fica aqui a dica número 1. 

#2 - A bíblia do investidor raiz

Warren Buffett, investidor americano

Não há desculpas: todo investidor focado numa aposentadoria FIRE precisa ler A Bola de Neve - a biografia definitiva de Warren Buffett, o maior investidor de todos os tempos. 

Eu sei, é uma calhamaço de livro com mais de 1.000 páginas. Neste caso, o lockdown ajuda.

Como atalho, sinta-se à vontade em começar pela página 100, a não ser que você esteja muito interessado nas dificuldades de Warren em arrumar uma namorada nos tempos de colegial.  

O fato é que em A Bola de Neve, temos compilados todos os princípios do mago de Omaha, com uma narração detalhada de todos os seus principais dramas e vitórias em mais de 50 anos como investidor. 

A escritora - Alice Schroeder - narra como a Berkshire Hathaway foi um dos maiores erros da carreira de Warren. Um investimento ruim que tomou proporções gigantescas ao tornar-se uma questão pessoal. Um caso em que o coração tomou o lugar da razão e quase provocou uma destruição permanente de capital. 

Em outros momentos, a filosofia de Warren Buffett emerge na sua caçada incansável por empresas sem graça, tocadas por gente extraordinária e negociadas a preços atrativos: as guimbas de charuto.

Um dos meus exemplos preferidos é o icônico caso do Furniture Mart - uma loja de móveis de Nebraska, tocada há décadas por Rose Blumkin, uma imigrante russa que foi para os EUA sem saber falar uma palavra em inglês e criou um império em formato de lojas de departamento. 

Em outro trecho que me marcou, Alice narra como Warren devolveu o dinheiro de seus cotistas antes da criação de sua holding, em 1969. Humildemente, reconheceu sua impotência frente ao topo histórico do bull market, em que as empresas passaram a negociar a preços inviáveis para um investimento com foco em longo prazo. O melhor a fazer era não fazer nada.

Essas e muitas outras lições vão te ajudar a amadurecer como investidor, aprendendo diretamente da fonte: o maior de todos tempos.

#3 - Além de um baita investidor, um exímio escritor

Por último, Howard Marks, fundador da Oaktree e provavelmente um dos maiores investidores de todos os tempos, depois de Warren Buffett.

Infelizmente, a tradução para o português de seu clássico “Mastering the Market Cycles” ficou com um título tosco, com cara de auto-ajuda e um “quê” de mentiroso… mas tudo bem, façamos vista grossa. 

Recomendo enfaticamente que você leia Dominando O Ciclo De Mercado: Aprenda a reconhecer padrões para investir com segurança

Marks escreveu um tratado sobre a psicologia dos mercados. 

Como medo e ganância tomam conta dos investidores de tempos em tempos, fazendo com que os mesmos ciclos teimem em se repetir. 

O famoso “dessa vez é diferente” serve como pano de fundo para o livro, desconstruindo cada um dos argumentos clássicos dos otimistas sobre a racionalidade dos mercados. Nem a tecnologia, muito menos os investidores, tornaram-se tão evoluídas ao ponto de ignorarem os ciclos de boom e quebradeira.  

Mas não se engane. A leitura é prazerosa e Howard Marks é um gênio, o que faz parecer com que identificar padrões seja algo simples. Em meio ao furacão - como o coronavírus - fica claro que não há nada de simples nessa tarefa. 

Mas claro, fica bem mais difícil sem ter lido Howard Marks. 

#Indicação final

Por último, te convido a conhecer o nosso Empiricus Books. O único clube do livro brasileiro dedicado aos títulos de finanças e investimentos. 

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

O hambúrguer e o câmbio

Está na hora de comprar ou vender dólar? A resposta pode estar no preço do Big Mac

Se levarmos em consideração o preço do sanduíche mais popular do mundo, a moeda norte-americana deveria valer R$ 3,87, segundo o índice calculado pela The Economist

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies