Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-05-26T19:41:17-03:00
seu dinheiro na sua noite

Magalu à prova de coronavírus

26 de maio de 2020
19:41
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

No último dia 18 de março, o Ibovespa amargou uma queda de 10,35%, depois de passar pela sexta vez no mês por um circuit breaker – a paralisação que acontece toda vez que o principal índice da bolsa cai mais de 10% durante um pregão.

Nesse mesmo dia, as ações do Magazine Luiza registraram uma queda ainda maior, de assustadores 19%, e fecharam o dia a R$ 28,81, na menor cotação do ano.

Naquele momento de pânico generalizado nos mercados diante da disseminação do coronavírus, o futuro da varejista (e de praticamente toda a economia) era uma completa incógnita.

Ainda que o Magalu já fosse apontado como um dos mais preparados para resistir à crise, nem mesmo o mais otimista dos investidores imaginaria que a empresa apresentasse uma recuperação tão vigorosa na bolsa em tão pouco tempo.

Num espaço de pouco mais de dois meses, as ações saltaram 124% e fecharam esta terça-feira negociadas a R$ 64,48. Com a valorização, a varejista voltou a ser negociada acima dos níveis pré-crise e superou a marca de R$ 100 bilhões em valor de mercado.

A alta de quase 7% dos papéis do Magazine Luiza apenas hoje aconteceu após a divulgação do balanço do primeiro trimestre. Apesar do prejuízo no período, os dados das vendas nos canais digitais impressionaram até os mais céticos. Após o resultado, a XP Investimentos decidiu manter a recomendação de compra e elevar o preço-alvo das ações.

Em teleconferência com analistas e investidores para comentar os números, o CEO do Magalu, Frederico Trajano, afirmou que o foco no digital pode ser a saída para a crise de saúde e econômica. O Kaype Abreu traz os detalhes para você nesta matéria.

E o câmbio virou

O dólar teve mais um pregão de distensão e caiu quase 2%, para R$ 5,35. Com a baixa de hoje, a moeda americana virou e passou a registrar queda em maio. A redução do risco político e um cenário mais positivo no exterior sustentam essa valorização do real, mas o Ibovespa não partilhou do mesmo otimismo hoje e teve ligeira queda. O Victor Aguiar conta o que guiou os mercados financeiros hoje.

A esperança da vacina

Além de acompanhar os indicadores econômicos, os investidores passaram a reagir às novidades da medicina desde o início da crise do coronavírus. A cada notícia sobre testes favoráveis com uma vacina contra a covid-19 os mercados em todo o mundo reagem em forte alta. Mas o que há de concreto até agora? A Jasmine Olga traz nesta reportagem três dos tratamentos mais promissores em desenvolvimento.

Os preços caem

O efeito coronavírus nos preços deve ficar evidente no mês de maio. A prévia da inflação, o IPCA-15, registrou uma deflação de 0,59%. A explicação para a queda nos preços é dada pela queda da demanda dos consumidores provocada pela pandemia. O número bateu um recorde, ainda por cima: foi o menor índice desde o início do Plano Real.

Bye Bye, Disney

Não é só aqui no país que a demanda diminuiu. Em abril, as despesas de brasileiros no exterior chegaram ao menor nível verificado na série histórica para o mês desde 1999. O gasto foi de US$ 203 milhões — tombo de quase 90% em relação ao mesmo período do ano passado. As restrições para viagens e a forte alta do dólar justificam a queda, como você lê nesta matéria.

Meu Tesouro Minha Vida

E, por falar tanto em recorde, tenho mais um para você: o Tesouro Direto registrou uma emissão líquida de R$ 1,57 bilhão em abril, dado inédito nos registros. Aplicações de até mil reais responderam por mais de 60% dessas operações. Com o avanço, o total de recursos de investidores no programa de compra de títulos públicos passou dos R$ 60 bilhões. Confira quais foram os papéis mais procurados pelos investidores.

O mercado é eficiente?

A alardeada eficiência dos mercados é um tema histórico e de grande curiosidade intelectual. Não é por menos que atraiu a atenção do nosso colunista Felipe Miranda. Afinal, o mercado consegue mesmo implicar adequadamente em seus preços o risco de um ativo no futuro? É possível para um investidor obter retornos consistentes acima da média? Confira quais as conclusões do Felipe.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

UM PORTO SEGURO PARA SEUS INVESTIMENTOS

A economia está morrendo… O que você pode fazer para se salvar?

A impressão de dinheiro nunca gerou prosperidade sustentável. A impressão de dinheiro sempre causou pobreza para os que trabalham por dinheiro. É por isso que eu sugiro que você compre…

coronavírus no brasil

Brasil passa da marca de 1,5 milhão de casos confirmados de covid-19

Do total de infectados até o momento, 868.372 já se recuperaram

ministro da Economia

Presidente está determinado a seguir em frente com reformas, diz Guedes

Guedes voltou a traçar um prognóstico positivo para a recuperação da atividade econômica após o momento mais dramático dos efeitos da pandemia do novo coronavírus

seu dinheiro na sua noite

Aqui, ali, em qualquer lugar

Os protestos surgiram logo no primeiro dia da quarentena aqui em casa. O André, meu filho mais velho, reclamou de tédio, e não demorou até ganhar a adesão da Helena. A situação se acalmou depois que a escola adotou as aulas virtuais. Mas com as férias a partir desta semana já começo a temer por novas “manifestações”. […]

gigante estatal

Petrobras aguarda autorização da ANP para avançar com diesel vegetal

A Petrobras está em fase final de desenvolvimento da tecnologia que permitirá a produção de óleo diesel de origem vegetal em suas refinarias, afirmou o diretor de Relacionamento Institucional da estatal, Roberto Ardenghy

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu