Menu
2020-05-26T17:35:58-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Reação ao balanço

Magazine Luiza acelera no e-commerce e dispara na bolsa; XP eleva preço-alvo

Varejista teve prejuízo no primeiro trimestre, mas os investidores se concentraram mais no forte desempenho das vendas realizadas pelos canais digitais em meio à pandemia do coronavírus

26 de maio de 2020
10:35 - atualizado às 17:35
Lu do Magazine Luiza
Imagem: Facebook / Magazine Luiza

Se as vendas pela internet representam o futuro do varejo – ou pelo menos o presente, diante do isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus –, o Magazine Luiza mostrou mais uma vez que está na vanguarda dessa disputa.

As ações da companhia (MGLU3) fecharam em forte alta de 6,75%, cotadas a R$ 64,48, em reação ao balanço divulgado ontem à noite, o que levou o valor de mercado da companhia a superar a marca dos R$ 100 bilhões. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

Quem olhar apenas para a última linha do resultado pode se questionar sobre a razão de toda essa euforia. Afinal, a varejista registrou um prejuízo de R$ 8 milhões no primeiro trimestre – considerando o resultado ajustado, que exclui itens extraordinários.

Os investidores, contudo, se concentraram mais na parte de cima da demonstração de resultados, mais precisamente nas vendas realizadas pelos canais digitais em meio à pandemia do coronavírus.

As operações de e-commerce apresentaram uma expansão de 72,6% em relação ao primeiro trimestre do ano passado e participação nas vendas totais saltaram de 41,4% para 53,3% em 12 meses.

Os dados de abril e maio, que o Magazine Luiza também abriu no balanço do trimestre, animaram ainda mais o mercado. No mês passado, as vendas pela internet do Magalu avançaram 138% – sendo 109% no e-commerce tradicional e 235% no marketplace).

Com isso, mesmo com uma queda de 84% no faturamento das lojas físicas
(parcialmente reabertas a partir de 22 de abril), as vendas totais cresceram 7% no período, segundo a companhia.

Em maio, as vendas por e-commerce aumentaram mais e atingiram 203% até 20 de maio. “Incluindo a contribuição das lojas físicas que reabriram, mesmo que parcialmente, as vendas totais do Magalu avançaram 46% no período”, informou a companhia, no relatório que acompanha o balanço.

XP eleva preço-alvo

O resultado do Magazine Luiza no primeiro trimestre ficou abaixo do esperado pela XP Investimentos, que projetava um lucro líquido de R$ 46 milhões no período.

Ainda assim, os analistas não só mantiveram a recomendação de compra para as ações como decidiram elevar o preço-alvo, de R$ 58 para R$ 71.

“Na nossa visão, o ritmo da aceleração [do e-commerce] é uma surpresa positiva e mostra como a companhia está bem posicionada não só para atravessar os desafios impostos pela crise atual, mas também para continuar acelerando os seus esforços de ganho de participação de mercado e de aumento da monetização da plataforma”, escreveu o analista Pedro Fagundes.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Queda bilionária

BC tem perda de R$ 5,081 bi com swap cambial em fevereiro

O BC obteve ainda um ganho de R$ 9,699 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais no mês passado.

pandemia em alta

Alta de casos de covid-19 e restrições em SP derrubam ações de varejistas e shopping centers

Governo paulista decide fechar comércio não essencial após estado bater recorde no número diário de mortes

via de mão dupla

PEC do auxílio tem de ter contrapartida, diz Funchal

“Se essa PEC não andar com as contrapartidas, o vulnerável que vai ter o benefício hoje será o desempregado dos próximos anos”, diz Funchal.

Mudanças a caminho

Se PEC for aprovada, 14 Estados já podem congelar salário de servidor

Pela proposta, as medidas de ajuste seriam acionadas sempre que as despesas obrigatórias primárias excedessem 95% das receitas correntes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies