Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-06-04T19:41:18-03:00
seu dinheiro na sua noite

Licença para gastar

4 de junho de 2020
19:41
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Na crise financeira de 2008, as autoridades dos países desenvolvidos se encontraram diante de um dilema: era certo usar dinheiro público para salvar os bancos que estavam à beira da falência?

Se por um lado eles foram os grandes culpados pelo próprio destino, por outro os efeitos colaterais de uma quebradeira no sistema financeiro afetariam a todos.

Essa encruzilhada até ganhou um nome: “moral hazard” – ou risco moral, como traduzimos por aqui. A decisão acabou pendendo a favor dos bancos depois do colapso nos mercados a partir da quebra do Lehman Brothers.

A partir de então, o Bancos Centrais implementaram um programa agressivo de compra dos ativos “tóxicos” que poluíam o balanço das instituições financeiras.

Esse dinheiro novo acabou irrigando novamente os mercados, o que permitiu a retomada que durou mais de uma década, até o choque provocado pela pandemia do coronavírus.

Para conter os efeitos da parada forçada da economia global, o remédio encontrado foi basicamente o mesmo da crise de 2008: imprimir dinheiro.

A diferença é que desta vez os governos ganharam uma “licença para gastar”, já que o risco moral está fora de questão – ainda que os bancos se beneficiem indiretamente dos programas.

Aos trilhões de dólares já anunciados, o Banco Central Europeu (BCE) anunciou hoje que decidiu ampliar o volume de seu programa de estímulos em mais 600 bilhões de euros – ou R$ 3,5 trilhões.

Todo esse dinheiro inevitavelmente flui pelo mercado financeiro e acaba ajudando a sustentar a onda de otimismo que estamos presenciando nas últimas semanas.

Aqui no Brasil, o Ibovespa fechou em alta pelo quinto dia consecutivo e, quem diria, agora está a pouco mais de 6 mil pontos de voltar ao patamar dos 100 mil. E tudo isso mesmo com a queda das bolsas lá fora, como mostra o Victor Aguiar.

Licença para economizar

Você sabe como o Seu Dinheiro ganha dinheiro? Além da publicidade que sustenta nosso conteúdo gratuito, nós contamos com um clube VIP de leitores, o SD Premium. Lá você encontra conteúdos exclusivos, recebe comentários diários no Telegram (vou gravar o meu daqui a pouco) e tem descontos nos nossos cursos. Pois agora você pode ter acesso a tudo isso por apenas R$ 5 por mês. E se não gostar ainda pode cancelar em até 30 dias de graça. Conheça aqui todas as vantagens de virar Premium . Ah, quem já é assinante vai receber um email explicando como migrar para novo plano.

Com carro (alugado) eu vou?

O crescimento das locadoras de veículos deve continuar, mesmo após o forte choque do coronavírus. Pelo menos essa é a visão do UBS, que hoje anunciou mudanças na sua avaliação das empresas do setor. Para os analistas, os efeitos da covid-19 serão diferentes em cada companhia em razão dos diferentes focos de atuação. Você confere qual a ação favorita do banco suíço nesta matéria do Felipe Saturnino.

Falência à vista

Enquanto o mercado financeiro passa por uma onda de euforia, na “vida real” as empresas seguem sofrendo com a dura realidade dos efeitos da quarentena. O retrato disso está no levantamento da Boa Vista, que aponta um salto de 30% nos pedidos de falência em maio na comparação com o mês anterior. Mas quando se olha o desempenho frente ao ano passado, o resultado surpreendentemente é melhor e mostra queda nas falências.

Imóvel, eu quero

A demanda por financiamento imobiliário não sofreu maiores abalos com a crise do coronavírus, pelo menos por enquanto. Em abril, o crédito para a compra da casa própria apresentou crescimento de 22,6% em relação ao mesmo período de 2019, para R$ 6,7 bilhões. Confira quais os bancos lideram o ranking de empréstimos no acumulado do ano.

Há vida fora do lixo

A bolsa tem apresentado ganhos relevantes nos últimos pregões. Apesar da incerteza dos mercados, o Ibovespa subiu em 7 das 10 últimas sessões — com a combalida CVC, incrivelmente, liderando essa alta. Mas faz sentido algumas empresas subirem tanto assim? Em outras palavras, os fundamentos justificam alocações de investidores para essas ações? Na coluna de hoje, o Rodolfo Amstalden discute por que você não precisa seguir os pintos que mergulham no lixo. Vale a pena ler!

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

executivo dos sonhos

Otimismo toma conta de investidores da BR Distribuidora com chegada de ex-CEO da Eletrobras

Trabalho feito pelo executivo na Eletrobras anima investidor quanto às perspectivas futuras da distribuidora de combustíveis

Mercado de capitais

Caixa terá “foco total” no IPO de cinco subsidiárias na B3, incluindo o banco digital

Banco público quer levar para a bolsa as unidades de seguros, cartões, fundos, loterias e o recém criado banco digital, segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães

Prévias

XP Inc. atinge R$ 660 bilhões em ativos sob custódia e 2,8 milhões de clientes em 2020

Ativos sob custódia cresceram 61% em relação a 2019, com captação líquida de R$ 198 milhões e valorização de mercado de R$ 53 milhões

Exile on Wall Street

Vendo Monza 2.0, única dona

Era descolado ter um Monza quando ele chegou ao Brasil. Mas seria ridículo ter um Monza ainda hoje. E tudo bem. O Monza continua com sua marca na história do mercado automobilístico brasileiro.

PODCAST TELA AZUL

Tela Azul #16: A profissão do Futuro e o que procuramos para investir numa empresa de educação

Na edição desta semana do Tela Azul, recebemos o Felipe Paiva, fundador da Let’s Code.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies