Menu
Ricardo Mioto
Coluna do Mioto
Ricardo Mioto
2020-09-18T20:06:40-03:00
Coluna do Mioto

Investir não é para divorciadas?

Uma ouvinte do podcast Empiricus Puro Malte mandou o seguinte email após discutirmos por que os homens investem mais na Bolsa que as mulheres

19 de setembro de 2020
5:59 - atualizado às 20:06
divórcio
Imagem: Shutterstock

Volto ao assunto das mulheres investidoras. Uma ouvinte do podcast Empiricus Puro Malte mandou o seguinte email após discutirmos, no episódio 10, por que os homens investem mais na Bolsa que as mulheres:

“O homem se divorcia e vira um gurizão, troca de carro, compra roupas novas, vira noite na balada, mulherada etc. Ele só vai aparentar ser um mendigo na frente do juiz para pagar uma pensão miserável aos filhos. Isso porque, descabidamente, acha que a pensão vai sustentar a ex-mulher. Mas a vida pessoal e profissional dele seguem adiante. Às vezes, até melhoram, já que ele vai ter mais tempo para se dedicar à outras coisas.

Agora vejamos pelo lado da mulher. De repente, você se vê sozinha e com um ou mais filhos para criar. Além da culpa que nasce junto com a maternidade, a mulher é muitas vezes culpada pelo divórcio pela própria família e até mesmo pelos filhos. Se decide sair uma vez à noite para a balada e tomar uma bebidinha para esquecer um pouco dos problemas, é vista como uma “sem noção”. As tarefas são muitas: domésticas, de trabalho e relacionada à educação dos filhos (sim, a professora, pedagoga e a psicóloga vão falar com a mãe que o filho não vai bem no colégio ou que mordeu o colega). Além disso, vai ter que dar conta de sobreviver, com a diferença salarial gritante que existe entre homens e mulheres. Bem ou mal, antes teria o salário do marido, agora não tem mais. Muitas vezes, a mulher tem que voltar para a casa dos pais…

Como pensar em investir em uma situação como essa?”

Claro que não são todos os casos, como a própria ouvinte diz. Mas é inegável que a situação das mulheres após um divórcio tende a ser mais difícil do que a dos homens.

O que fazer para mudar isso? “Mudar de emprego, colocar a mãe no asilo, internar as crianças na Febem”, como escreveu certa vez Drauzio Varella? Não sei se vai resolver.

A gente fala sobre o assunto no Puro Malte #11. Escuta lá:

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

PRÉVIA DOS BALANÇOS

Os grandões vêm aí: Petrobras e Vale divulgam os resultados; veja o que esperar

Semana será marcada pela apresentação dos resultados de algumas das principais companhias da B3

agenda lotada

Os segredos da bolsa: balanços de pesos-pesados podem manter Ibovespa em alta em semana de Copom

Lá fora, resultados do terceiro trimestre de Amazon, Apple, Facebook, Google e Microsoft são destaques, além de decisões de bancos centrais

O GRANDE DRAGÃO VERMELHO

Pandemia deve reforçar poder chinês na economia

Movimento aponta para a continuidade das tensões com Estados Unidos e manutenção da alta demanda por matérias-primas produzidas pelo Brasil

PANOS QUENTES

‘Apresentei desculpas e colocamos ponto final’, diz Salles sobre atrito com Ramos

Salles e Ramos protagonizaram o mais recente atrito dentro do governo, tornado público após chefe do Meio Ambiente se referir ao general como “Maria Fofoca”

ALÍVIO

Mortes por covid-19 chegam ao menor nível desde maio, diz Fiocruz

Média móvel de novos casos ficou em 22.483 no sábado, alta de 11% em relação aos casos da semana anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies