';

IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Richard Camargo
Aposente-se aos 40 (ou o quanto antes)
Richard Camargo
Formado em Economia pela Universidade de São Paulo, Richard trabalhou por 5 anos na área tecnológica até chegar na Empiricus.
Cotações por TradingView
2022-09-15T00:11:08-03:00
Especial SD 2 anos

Onde investir R$ 10 mil? Duas ações: uma barata e uma antifrágil na bolsa

Eu compraria poucas ações que, ou estivessem muito baratas olhando um horizonte de 24-36 meses, ou empresas cuja a antifragilidade é tamanha, que tenham saído mais forte dessa pandemia

30 de setembro de 2020
5:34 - atualizado às 0:11
Bolsa de valores de São Paulo
Bolsa de valores de São Paulo - Imagem: Shutterstock

Um dos princípios básicos que eu sempre menciono é a necessidade de diversificar, de se expor a diferentes classes de ativos, e diferentes estruturas de risco e retorno.

Porém, precisamos ser realistas: você não consegue montar uma carteira parruda o suficiente com R$ 10.000.

Isso não quer dizer que você tenha uma desculpa perfeita para não fazer nada.

Existe um meio termo entre não investir e montar a carteira dos sonhos; ou seja, realizar algo que seja bom o bastante.

Considerando que R$ 10 mil seja seu pontapé inicial, e que você estará comprometido em aumentar seu patrimônio através de poupança (o ato de poupar, e não a caderneta) e reinvestir para crescer o bolo, eis o que eu faria:

Eu compraria poucas ações que, ou estivessem muito baratas olhando um horizonte de 24-36 meses, ou empresas cuja a antifragilidade é tamanha, que tenham saído mais forte dessa pandemia.

Apontando um nome de cada, um caso ridiculamente barato e que me agrada muito são as ações da Iguatemi (IGTA3). Uma das maiores empresas de shoppings do país, com 80% do resultado concentrado no estado de São Paulo e ativos de excelente qualidade. Estimo que a ação tenha potencial de dobrar nos próximos 36 meses, com a normalização gradual da economia.

A segunda ação, um caso de antifragilidade absurda são as ações da B3 (B3SA3), também conhecida como “Bolsa”. A B3 está muito longe de ser uma barganha, mas é um das melhores empresas do país, com um modelo de negócio sólido e que captura na veia o crescimento do mercado de capitais.

Com as ações da Iguatemi cotadas a cerca de R$ 32,50 e as da B3 a aproximadamente R$ 55, um lote mínimo em cada uma delas atingirá nossa meta de alocar de R$ 10 mil.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

ESTÁGIO E TRAINEE

Uber, Anvisa e GM estão com vagas abertas para estágio e trainee; veja oportunidades com bolsas-auxílio de até R$ 2,1 mil

30 de janeiro de 2023 - 15:32

As empresas aceitam candidaturas de estudantes e recém-formados em diversos cursos; o início está previsto para o primeiro semestre desde ano

REVISÃO

Bradesco BBI eleva recomendação para Cogna (COGN3) e vê potencial de valorização para as ações

30 de janeiro de 2023 - 15:09

O banco também aumentou o preço-alvo da Cogna (COGN3) para R$ 2,70 e está mais otimista com os resultados que virão em 2023

É HORA DE COMPRAR?

Vale x CSN Mineração; Gerdau x CSN: Santander define os confrontos — e as vencedoras — entre as ações de mineração e siderurgia

30 de janeiro de 2023 - 14:46

Enquanto o setor de mineração deve apresentar resultados mais fortes referentes ao quarto trimestre de 2022, o mesmo não acontece com a siderurgia, que enfrenta demanda e preços internacionais mais fracos

O QUE É ISSO, UM LIVRO?

Bilionário indiano rebate acusações de fraude após Adani Group perder US$ 72 bilhões em valor de mercado

30 de janeiro de 2023 - 14:05

Gautam Adani publicou um documento de 413 páginas refutando as alegações da Hindenburg Research de fraude contábil e lavagem de dinheiro

DESTAQUES DA BOLSA

CVC (CVCB3) despenca na B3 e lidera quedas do Ibovespa hoje — o que está por trás da queda?

30 de janeiro de 2023 - 13:48

A companhia subiu forte na semana passada, mas a correção das cotações não é o único fator por trás do desempenho negativo hoje

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies