Menu
2020-08-31T08:07:10-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de olho nas avaliações

Mercado espera onda de ajustes em IPOs

Investidores perceberam que muitas empresas estão tentando abrir capital com a expectativa de preço exagerado para suas ações

31 de agosto de 2020
8:06 - atualizado às 8:07
Ilustração relaciona IPO a casamento
Imagem: Pomb

Os investidores perceberam que muitas empresas estão tentando abrir capital com a expectativa de preço exagerado para suas ações. Por isso, é esperada uma onda de ajustes nas avaliações.

O movimento deixaria um pouco de lado a leitura de euforia por causa de juros baixos e excesso de liquidez no mundo.

Na semana passada, a rede de farmácias Pague Menos reduziu o preço de sua ação na tentativa de emplacar sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

A incorporadora Lavvi também encontrou dificuldade para atrair investidores, levando a sua controladora, a Cyrela, a garantir 15% do IPO com recursos próprios.

"Essa revisão de preços vai começar a ficar frequente", disse um gestor, na condição de anonimato. Segundo ele, mesmo que exista de fato uma corrida de investidores para a renda variável por causa do juro real quase zerado no Brasil, a seletividade veio para ficar e a "euforia" do mercado acionário é, na sua opinião, apenas aparente.

Fila de IPO tem mais de 40 empresas

Hoje, na fila já com pedido de registro feito junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) há mais de 40 empresas, com grande concentração de incorporadoras: são 18 do total.

Apenas neste mês, foram cerca de 20 empresas fazendo o protocolo de oferta. Nas últimas semanas, houve duas tentativas frustradas de IPO. A Riva 9, da Direcional, e a You Inc. não encontraram demanda suficiente para colocar suas ofertas de pé, em uma prova de seletividade dos investidores.

Um segundo gestor disse, também na condição de não ser identificado, que, no médio e longo prazos, será positivo esse movimento de ajuste de preços das ofertas. Isso pode ajudar em um equilíbrio para a formação de preço nas próximas operações.

Segundo ele, um corte de preço como o feito pela Pague Menos, que diminuiu o piso da faixa indicativa de preço de R$ 10,22 para R$ 8,50, uma queda de quase 20% na avaliação esperada da companhia, gera uma desconfiança sobre o real valor do ativo.

Baixas após IPOs

Um olhar mais crítico em relação aos preços das ações nos IPOs ocorre ainda por conta do desempenho de alguns papéis após as ofertas. A rede de farmácias d1000 acumula baixa de 28%. A Panvel, que realizou um re-IPO, caiu 20% de lá para cá.

Ao lado da imensa quantidade de candidatas a estreia na B3, há ainda empresas que de forma oportuna poderão aproveitar o momento para fazer caixa, com oferta de ações.

O banco Inter, por exemplo, é um que já anunciou sua oferta, que pode superar o R$ 1 bilhão. Também com oferta subsequente (follow on) na rua está a Ômega.

*Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

INSISTÊNCIA

Repaginada, CPMF volta ao debate na reforma tributária

Pelo acordo em construção, novo imposto seria incluído na proposta de reforma tributária que tramita na Câmara dos Deputado

Cenário desfavorável

Caixa Seguridade interrompe análise de oferta de ações pela segunda vez

Depois deinterromper a análise em março, o processo havia sido retomado em julho

mercado agora

Ibovespa abre em leve alta em busca de recuperação, mas aversão ao risco no exterior limita movimento

Aversão ao risco no exterior tende a limitar amplamente a tentativa de recuperação do Ibovespa; dólar segue em alta, buscando os R$ 5,60

EXILE ON WALL STREET

Sobre como perseguir o título de homem mais rico

Desperdiçamos muita energia na ânsia de nos tornarmos os melhores investidores do mundo, e assim nos esquecemos da arte de investir, que se apoia sobretudo em desafios intelectuais e lúdicos.

INDO PARA A BOLSA

Maior IPO do ano? Rede D’Or São Luiz discutirá oferta com acionistas

Maior grupo hospitalar do País, empresa pode arrecadar até R$ 15 bilhões com oferta de ações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements